Compesa divulga nota sobre falta d´água em Salgueiro e região

Pressionada por muitas reclamações de consumidores de Salgueiro e municípios da região, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), através de sua assessoria de comunicação, divulgou uma nota a respeito do problema de falta d´água no Sertão Central. A estatal alega que o desabastecimento é consequência de constantes variações no nível do Rio São Francisco, oscilações na energia elétrica que impactam no bombeamento da água para os municípios, bem como a alta incidência de ligações clandestinas ao longo da Adutora do Sertão. Leia a nota na íntegra:

Nota à imprensa

A Compesa informa que vem enfrentando dificuldades operacionais, desde a semana passada, no Sistema Integrado Adutor do Sertão, trecho responsável pelo abastecimento dos municípios de Salgueiro, Serrita, Terra Nova e Verdejante, além dos distritos de Umãs (Salgueiro), Guarani (Terra Nova), Lagoa dos Milagres (Verdejante), Grossos (Verdejante), Malhada da Areia (Verdejante), em consequência das constantes variações do nível do rio São Francisco e oscilações de energia elétrica que tem impactado no bombeamento da água para as cidades. Outro fator que também está influenciando no abastecimento dessas localidades é a alta incidência de ligações clandestinas, já estando em curso ações de fiscalização e combate a essas irregularidades.

A operação do sistema foi retomada nesta segunda (11), gradativamente, entretanto não foi possível normalizar as pressões na rede de abastecimento, em função de novas quedas e faltas de energia elétrica, ocorridas nesta quarta (13), em toda cidade de Cabrobó, situação essa que provocou inclusive, o rompimento em trecho da adutora de grande porte, na zona rural deste município. O fornecimento de energia elétrica  foi normalizado na  madrugada de ontem (14) e as equipes de manutenção da Compesa já estão executando os serviços de reparo da tubulação. A expectativa é restabelecer ainda hoje o abastecimento de água, de forma gradual.