Vida FM Salgueiro FM

Compesa alega que falta de água é provocada por ligações clandestinas entre Salgueiro e Cabrobó

Técnicos da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) constataram uma perda de vazão estimada em 42 litros de água por segundo no Sistema Adutor do Sertão, durante uma fiscalização num trecho de 45 km dessa adutora, entre Salgueiro e Cabrobó, no último fim de semana. A estatal alega que identificou ligações clandestinas e furtos de água que estão prejudicando o abastecimento aos moradores de Salgueiro, Terra Nova, Verdejante e Serrita, no Sertão Central.

De acordo com o gerente da Unidade de Negócios da Compesa em Salgueiro, Alex Chaves, foram encontradas seis ligações clandestinas nos primeiros 30 km, que estavam desviando 16 litros de água por segundo para a irrigação de propriedades particulares em áreas rurais de Salgueiro e Cabrobó. O volume recuperado nos primeiros dias de fiscalização é suficiente para abastecer 2.300 famílias com água 24 horas por dia.

Até o momento não houve registro de flagrante, mas, caso aconteça, os infratores serão multados e podem ser detidos pela Polícia Militar. “A atitude de alguns penaliza todo o coletivo, iniciativas lamentáveis, que tiram da população o direito de receber água com regularidade”, lamenta Alex, assegurando que a fiscalização vai continuar até o fim desta semana com o apoio da PM, visando recuperar a vazão de mais 26 litros de água por segundo, que ainda estão sendo furtados da adutora.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

Um comentário sobre “Compesa alega que falta de água é provocada por ligações clandestinas entre Salgueiro e Cabrobó

  1. Euzébio

    Esperamos providências urgente,a c9mpesa devia era ser processada,mas parece que em pernambuco não existe lei.