Vida FM Salgueiro FM

Clebel acusa Marcones de desapropriar imóveis da Prefeitura de Salgueiro e doar indenizações à Igreja Católica

Marcones Libório (PSB), ex-prefeito de Salgueiro, está sendo acusado pelo atual gestor, Clebel Cordeiro (MDB), de ter praticado desapropriações irregulares de imóveis localizados no Jardim Brasil e na Rua Otávio Leitinho, no Centro. Clebel denunciou formalmente Marcones na Promotoria de Justiça de Salgueiro.

De acordo com o denunciante, o ex-prefeito desapropriou os imóveis por decreto e destinou as indenizações para a Paróquia de Santo Antônio, sem que a igreja tenha qualquer propriedade sobre os terrenos. Segundo Clebel, as indenizações recebidas pela paróquia em 2006 totalizaram R$ 91.533,00.

O Ministério Público recebeu a denúncia e instaurou o Inquérito Civil n° 004/2018 para apurar e elucidar os fatos. Marcones e a Paróquia de Santo Antônio foram notificados e devem apresentar defesa dentro de 15 dias.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

4 comentários sobre “Clebel acusa Marcones de desapropriar imóveis da Prefeitura de Salgueiro e doar indenizações à Igreja Católica

  1. Djalma André da silva

    É por essas coisas quê não perdia uma política é por essas coisas que tinha vez que o sermão do padre parecia um comício.

  2. Machado Freire

    Por falar em saudade…

    Quem comprou a quem, quem pagou, quanto custou e quem é dono da igreja da Bomba ?

    Eita Salgueiro grande de Veremundo Soares de meu Deus.

    Perguntar não ofende (até porque não há nenhuma maldade nisso): por que estão rezando tanto nesta cidade?

    Tem igrejas – de todas as crenças, em quase todas as esquinas.

    Já tem até igreja ocupando lugar onde funcionava supermercado.

    Rezem, mas trabalhem, criem oportunidade de trabalho e uma melhor educação para a juventude.

    1. Victor Carvalho

      Que comentário desnecessário. Por que se reza tanto na cidade? Fé. O povo de Salgueiro tem fé. Agora lascou. E, oportunidades de trabalho e educação não cabem as igrejas, mas aos poderes públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *