Ponto de Vista

Ponto de Vista – Impeachment

ALVINHO VERDENos meus 33 anos na política, dos quais 20 consecutivos com mandato de vereador em Salgueiro, presenciei muitas crises políticas e econômicas. Essa que estamos vivendo no momento não foi a primeira e nem será a última.

Só vislumbramos uma saída: respeito ao voto do povo e às instituições. Não podemos desconsiderar por qualquer razão, a vontade dos eleitores expressada nas urnas. Na última eleição presidencial a presidenta Dilma se elegeu com praticamente 52% dos votos válidos do Brasil. Não se pode da mesma forma desprezar os 48% do candidato Aécio Neves.

O que ocorre no Brasil, infelizmente acontece também nos Estados e Municípios: boa parte dos gestores, muitos como candidatos à reeleição, comprometem, irresponsavelmente, as finanças públicas em proveito pessoal e dos seus grupos, para garantirem sua continuidade no poder.

O eleitor, no entanto, em sua maioria, não acompanha o mandato dos eleitos, deixando-os à vontade, concorrendo para mais e mais escândalos, como estamos vivenciando no momento, infelizmente, no Brasil.

Precisamos, oposição e situação, voltar às ruas, tanto para que os escândalos, as roubalheiras e tantos desmandos sejam evitados, como para garantirmos a continuidade aos que estão trabalhando dignamente, diuturnamente, honestamente, humildemente, para vencer as dificuldades.

Não podemos assistir calados as investidas de tantos políticos e partidos que, por conveniências pessoais e de seus grupos, muitos que até pouco tempo participaram do governo que aí está, venham agora “vestidos de cordeiros”, “com bons propósitos”, querer que acreditemos nessa ultrapassada forma de fazer política sem propostas concretas e decentes.

Respeito o ponto de vista de cada um, mas no momento, acho que impeachment da presidente Dilma é temerário, diante da ausência de prova que tenha ela cometido atos que levem a tal procedimento.

Lembro que jamais vimos gente graúda ser presa e processada neste país como vem ocorrendo nos últimos tempos. Isso é prova de que precisamos de instituições fortes e não oportunistas de plantão, àqueles que apostam no quanto pior melhor.

Por fim, cadê a voz da juventude?

Gestores das escolas, professores e demais seguimentos da sociedade: abram debates com os candidatos para que tenhamos políticos sérios e comprometidos com a causa do povo!

Vamos trabalhar porque o Brasil é de todos e só com o trabalho vencemos…

Escrito por Alvinho Patriota

Ponto de Vista: Vamos trabalhar?

ALVINHO VERDESabemos que a crise é grande. A imprensa noticia a toda hora a violência, especialmente nos centros urbanos. Os incêndios no Norte e Nordeste. As enchentes no sul. O descaso na saúde.

As greves na educação – justa luta por direitos garantidos na Constituição, mas negados pelos governantes. Os prejuízos silenciosos atingem nossa juventude, propiciando perdas geralmente jamais reparadas.

A corrupção galopando em todo país, com destaque na classe política. No entanto, já vemos as movimentações visando à próxima eleição para a qual ainda falta um ano.

Muitas pessoas que jamais procuraram saber, por exemplo, como está a nossa população rural, especialmente no que tange ao abastecimento de água, inclusive para os animais, que também nunca reclamaram dos desmandos vistos por todos, todo tempo, agora, sem respeitar os que sofrem, aparecem como salvadores da Pátria, sem, contudo, mostrarem saída para a crise. O que mais ouvimos é palavra chave: “fora fulano, fulana…”, como se com um toque de mágica, tudo se normalizasse.

Convido os políticos para debates de ideias, apresentarem sugestões, saírem de cima do muro respeitando os gestores, mas, mostrando os seus erros.

Para que antecipar a campanha quando esta foi recentemente encurtada para 45 dias, vamos trabalhar?

Escrito por Alvinho Patriota

Ponto de Vista: Independência

ALVINHO VERDEMuitos contestam que o Brasil não é um país independente; que o Grito do Ipiranga foi uma farsa; que existem desigualdades, uns sendo beneficiados em detrimento de outros.

Precisamos refletir e chegar à conclusão que nada se consegue de um dia pro outro; sem o exercício contínuo da busca; sem sofrimentos e perdas.

Não podemos concordar, por exemplo, que a independência dos escravos ocorreu de forma completa com a Lei Áurea de 1888, pois ainda hoje convivemos com divisões, discriminações, segregações…

Sabemos que jamais vamos chegar à plenitude, ao absolutismo, à perfeição, porém é preciso que busquemos sempre esse caminho, combatendo os males que afligem a sociedade. Temos de ter consciência da necessidade de acolhermos os irmãos, independentemente do lugar onde nasceram. As fronteiras são para demarcarem territórios, leis, costumes, etc. e não para isolamento daqueles que querem um lugar para viver dignamente.

Neste dia que comemoramos o grito do início da liberdade de nosso povo, possamos compreender que não devemos caminhar sozinhos. É preciso que olhemos para quem está ao nosso lado ou em qualquer lugar clamando que lhe estendamos às mãos.

E viva o caminho da liberdade!

Escrito por Alvinho Patriota

Ponto de Vista: Quota para cargos eletivos sem remuneração!

ALVINHO VERDEReclamam-se muito dos altos valores pagos aos políticos, quer detentores de cargos eletivos do executivo (presidente da república, governadores, prefeitos e seus vices), quer do legislativo (senadores, deputados federais, deputados estaduais e vereadores).

De fato, os gastos são exorbitantes, concorrendo para elevar os custos da máquina pública, sendo que boa parte dos detentores de mandatos não tem precisão das remunerações. Outros passam a ser verdadeiros profissionais da política, defendendo muito mais as suas reconduções aos cargos do que propriamente os direitos do povo.

No passado, o exercício de cargos políticos no Brasil não era remunerado. Os eleitos se dedicavam a servir à coletividade, tratando a coisa pública com probidade, exercendo o mandato sem se usufruírem de vantagens, constituindo-se num verdadeiro sacerdócio o mandato que o povo lhes outorgava.

Vemos, aqui e acolá, mais hipocrisia do que tratamento com seriedade da coisa pública, políticos forjando austeridade, “renunciam” parte de suas polpudas remunerações, em determinados períodos para aparecerem bonito na fita e angariarem mais apoios políticos, visando às próximas eleições.

Outros, no entanto, com seriedade trabalham incessantemente em benefício da população, sem sequer pensarem em remunerações, face as suas condições

financeiras favoráveis, estando na política por amor e patriotismo.

Algumas propostas de emenda à Constituição têm sido barradas, em face de serem discriminatórias, especialmente em relação às regiões mais pobres do país, porque não dizer, o Norte e o Nordeste, como por exemplo, àquela que propunha acabar com a remuneração dos vereadores de municípios com até 50 mil habitantes. Outra discriminação da proposta, na minha ótica, era o fato de direcionar sua mira apenas aos parlamentares municipais.

Assim, como a lei eleitoral vigente estabelece quotas de gênero no legislativo, de forma que não pode se candidatar mais de 70% de homem ou mulher, do número de vagas disponibilizado, sugerimos uma PEC – Proposta de Emenda à Constituição, para que fique reservado o percentual de 30% àqueles que quiserem se candidatar sem remuneração.

A mesma opção fosse dada aos cargos executivos, no ato de registro das candidaturas, ou seja, dizerem se queriam ser remunerados ou não.

Assim, haveria uma considerável economia para o país, da ordem de 1/3 das despesas despendidas com pagamentos de remunerações (subsídios) dos detentores de mandatos políticos, sem impor aos mesmos, coercitivamente, essa condição, mas, a opção de se candidatar com ou sem remuneração.

Escrito por Alvinho Patriota

Ponto de Vista: Ameaça à liberdade de imprensa

ALVINHO VERDECom frequência ocorrem atentados de toda natureza ao livre exercício da cidadania, praticados por pessoas despreparadas que tentam ingressar ou se perpetuarem na vida pública, àquelas que não aceitam críticas e querem impor a todos os seus atos ultrapassados, coisa que não se admite numa sociedade moderna. Bem como àqueles que querem “uma vida fácil”, à custa de pessoas honradas, trabalhadoras…

Neste ato nos solidarizamos com todos àqueles que sofreram atentados na sua caminhada, por não se omitirem diante de desmandos que não podem ficar debaixo do tapete. A sociedade brasileira se acordou e não vai mais tolerar ações dessa natureza.

Ao nosso companheiro Ed Soares – www.blogdoed.com e sua família, externamos nossa solidariedade e a disposição de continuarmos na luta, sem ceder a quaisquer ameaças ou atos, pois sociedade forte requer imprensa livre que por sua vez é feita por homens e mulheres independentes.

Escrito por Alvinho Patriota

Ponto de Vista – Morte anunciada

ALVINHO VERDEPrezados internautas leitores deste Blog:

O fato de existirmos ao longo dos últimos anos, desde 08 de fevereiro de 2009, sem qualquer interrupção, desfrutando de considerável número mensal de acessos diretos (média atual de 200 mil), mostra a credibilidade das notícias de nossa lavra e daquelas que compartilhamos.

Hoje, peço licença para reprisar uma matéria que vimos insistentemente pedindo providências aos órgãos governamentais responsáveis, sem êxito, contudo, até o momento, mas não vamos nos calar até que ouçam o nosso grito, salvo se entendermos que estamos na contramão do que deve ser feito.

As matérias a seguir, em ordem numérica decrescente, mostram por si só a razão da nossa indignação:

18 – Andarilho morre atropelado em Salgueiro

17 – Em visita a Brasília Alvinho pede providências em relação a posto da PRF desativado em Salgueiro

16 – Carreta colide com moto próximo ao posto desativado da PRF em Salgueiro

15 – Mais um acidente próximo ao posto desativado da PRF em Salgueiro

14 – Atualizado: E mais outro acidente no Posto da PRF de Salgueiro

13 – Risco de acidente em Salgueiro

12 – População organiza protesto cobrando reativação de posto da Polícia Rodoviária Federal

11 – Deputado Gonzaga Patriota cobra contratação de novos policiais rodoviários e reabertura do posto desativado em Salgueiro

10 – Acidentes em rodovias que cortam Salgueiro geram desejo de manifestação em população

9 – Posto desativado da Polícia Rodoviária Federal é ocupado por moradores de rua em Salgueiro

8 – Atualização: Vítima de acidente de moto morre em Petrolina

7 – Ponto de Vista 16 – Nova manifestação em Salgueiro

6 – Ponto de Vista 05 – Integração das polícias

5 – Carro capota próximo ao posto da PRF em Salgueiro

4 – Posto da Polícia Rodoviária de Salgueiro está abandonado

3 – “Posto da PRF de Salgueiro só será fechado quando um novo prédio for construído”, diz inspetor

2 – Posto da Polícia Rodoviária Federal de Salgueiro vai ser desativado

1 – A resposta do Presidente

Ponto de Vista: Prestação de contas

ALVINHO VERDE

Recebi do Jornalista Machado Freire a mensagem abaixo. Para não ser taxado de omisso, publico-a com a minha opinião:

Alvinho, você que é contador, faça o levantamento dos dados da prestação de contas de Marcones que ele vem fazendo numa pré-campanha para apresentar os candidatos dele para a eleição de 2016.

Ele diz nos textos que estão no site da prefeitura, que a prestação é de 2009 a 2014. Então, some os orçamentos e contabilize tudo direitinho.

O mais grave que acho em tudo isso é que em nenhum momento ele se refere ao que a Prefeitura recebeu da União e do Estado para investir nessas ações.

Então, se se trata de apropriação indébita, é um crime previsto em lei.

Veja ai abaixo uma amostra do meu resumo e tome uma atitude!

Passei 20 anos no Parlamento de Salgueiro, trabalhando com independência, independentemente de qual ala se achava no governo.

Em 2012 saí candidato a prefeito, obtendo mais de 43% dos votos válidos do povo de Salgueiro. Logo, ninguém pode desprezar essa parcela da sociedade que disse não está satisfeita com o governo, na época: federal, estadual e municipal.

Também ninguém pode ter a pretensão de “se creditar” do que Salgueiro conseguiu de avanço, nem negar que tudo vem de ações conjuntas dos governos em todos os níveis, as quais decorrem da força do seu povo que paga os impostos numa carga que corresponde a praticamente 50% do seu trabalho.

É preciso enfrentar e não esconder os problemas da falta de água; de saneamento básico; de transporte público que só existiu em nossa cidade até a eleição de 2012; de emprego e renda. É preciso o enfrentamento da violência que explodiu coincidentemente depois da última eleição; tratar com dignidade as categorias que impulsionam esse país.

O povo é sábio e não vai se deixar levar por falsas e repetidas promessas. O povo espera que pelo menos aquilo que foi prometido, com alocação de recursos e as obras não saíram seja esclarecido, porque não há nenhuma diferença dos escândalos que vêm ocorrendo no país, guardadas as proporções:

Transnordestina, transposição, plataforma multimodal, saneamento de Salgueiro e distritos, abatedouro de caprinos e ovinos, quadra da Rua Antônio Vieira de Barros, IML, fábrica de computadores, centro de convenções…

Escrito por Alvinho Patriota

Ponto de Vista: Salgueiro x Flamengo

alvinhopatriotaA cidade de Salgueiro, 60 mil habitantes, aos poucos vai se firmando no cenário nacional. Localizada numa posição geográfica privilegiada, no cruzamento das rodovias federais, BR 232 e 116, esta a maior do país, fica a uma distância média de 550 quilômetros de todas as capitais do nordeste, exceto São Luiz no Estado do Maranhão.

Salgueiro conta ainda com um entroncamento ferroviário – transnordestina, que quando entrar em operação interligará o município aos portos de SUAPE em Pernambuco e PECÉM no Ceará, além de Elizeu Martins no Piauí,

Conta ainda o município com o maior volume de obras da transposição de águas do Rio São Francisco, com três grandes barragens do eixo norte, daqui saindo ramais para diversos municípios do Sertão Central e do Araripe. Essas obras estão, embora com grande atraso, praticamente prontas, devendo ser posto em operação o trecho compreendido da tomada de água do rio até este município.

Futebol

Um dos mais jovens times profissionais do país, o Salgueiro Atlético Clube vem fazendo história. Disputou a série B do campeonato brasileiro, Copa do Nordeste, Copa do Brasil, Campeonato Pernambucano da primeira divisão, estando classificado neste ano nas semifinais, tendo vencido neste último domingo o Sport do Recife por 2 x 0.

Nesta quarta feira, 22, o Salgueiro receberá o Flamengo, time de maior torcida do Brasil. A cidade se encontra bastante movimentada, com uma superestrutura de canais de televisão, de rádio, cujas marginais do estádio municipal Cornélio de Barros parece mais um espaço de fórmula 1, guardadas as proporções.

Ingressos

Espera-se renda recorde nesse jogo. Para isso foram disponibilizados a princípio 5 mil ingressos da Geral se esgotando rapidamente e mais 3 mil que estão sendo vendidos ao preço de 100 reais, com desconto de 50% para a chamada meia entrada (estudantes, idosos, etc.). Nas arquibancadas, incluindo-se aí parte do estádio reservada aos visitantes, o ingresso está sendo vendido a 200 reais.

Segurança

Embora sendo um jogo, talvez o mais importante a nível nacional da história do Salgueiro (outro também importante foi com o Internacional de Porto Alegre quando era comandado pelo atual treinador da seleção brasileira, Dunga), o torcedor da região pode se sentir tranquilo, diante da hospitalidade do povo de Salgueiro e do trabalho realizado pela Polícia que está com seu aparato atenta a qualquer movimento não condizente com a tranquilidade que sempre reinou nesta cidade.

Escrito por Alvinho Patriota

Ponto de Vista 30 – (Ir) responsabilidade do Poder Público

ALVINHO VERDEAssistimos todo instante vergonhosas notícias de ladroagens neste país afora praticadas por pessoas que foram eleitas para defender a população, ou com sua conveniência. O resultado não é outro: falta de educação, de saúde, de moradia, de transporte, de assistência social, em fim, de dignidade da pessoa humana.

Mesmo depois de perder a vida, as vítimas são vilipendiadas* pelo Estado, ficando seus corpos lançados nas sarjetas, no meio das ruas, por horas e horas aguardando a presença da polícia técnica para serem periciados.

Onde ficam as famílias, as próprias crianças que assistem essas cenas como se fosse coisa normal? A culpa do Estado é patente, através dos seus agentes que não diferentemente daqueles que usurpam o direito público, se omite do seu dever.

A sociedade também tem sua parcela de culpa quando se cala diante de fatos que não devem ser abafados. Existem várias formas de protestar, de exercer a cidadania. Vamos exercê-las?

Por fim, quero mais uma vez expressar minha indignação com a falta de IML em Salgueiro e toda nossa região, apesar de ter sido aprovada a doação de terreno para construção há anos, sem que o Estado tenha cumprido o seu papel. Enquanto isso, as famílias não têm mais o direito sequer de velarem seus entes queridos falecidos, quando seus corpos são levados para perícias, ficando fora por tempo indeterminado.

* (Crime previsto no art. 212 do Código Penal Brasileiro)

Escrito por Alvinho Patriota

Ponto de Vista 29 – É preciso acreditar!

ALVINHO VERDEPara ser feito omelete tem que quebrar os ovos. Para combater a doença se faz preciso um remédio amargo. O crescimento em todos os sentidos requer medidas austeras.

A população precisa confiar, afinal não podemos chegar ao fundo do poço sem reagir. O próprio piloto do avião que caiu recentemente nos Alpes franceses tentou voltar ao comando, sem sucesso e deu no que deu…

Alguém poderia dizer então a Presidenta Dilma deveria renunciar e entregar o leme para outro. Ora, quem põe a casa em ordem sem medidas duras? Seria golpe àquela que teve maioria dos votos recentemente.

Ninguém de sã consciência que conheça a história recente do Brasil pode negar o seu crescimento. A inserção de pessoas que viviam abaixo da linha de pobreza que passaram a ter mais dignidade e precisam avançar. Para isso, ocorreu distribuição de renda, tratando desigualmente os desiguais. Verdade que quem pagou e continua concorrendo para isso, somos nós. Mas, o que é melhor ajudar aos irmãos que mais precisam ou aos corruptos?

Não compactuamos com roubalheira e sim com a identificação dos envolvidos e isso está ocorrendo. Não concordamos com a perda de direitos sociais dos trabalhadores nem com incentivos à classe produtora – caso isso ocorra, a culpa não será do Governo sozinho e sim do Congresso que deve está vigilante, ao contrário do que ocorre com muitos de seus membros que só defendem interesses particulares ou de grupos.

Precisamos mais de trabalhar e menos (ou de forma nenhuma) de só querermos o melhor para nós próprios, e o irmão que está ao nosso lado que se dane. Precisamos dar uma basta nessa corrupção que está por todos os lugares, bem em frente do nosso nariz, quando muitas vezes não queremos enxergar, embora vendo. Não podemos culpar os outros sem olharmos dentro de nós, se estamos fazendo o dever de casa.

Vamos lutar por educação de qualidade, condição de vida digna, saúde para todos, habitação, transporte, lazer, e tudo mais. A receita está em nossas mãos.

Eu acredito: Tenhamos mais otimismo. Participemos da caminhada sem pessimismo que não leva a lugar nenhum.

Escrito por Alvinho Patriota

Ponto de Vista 28 – A voz do povo

ALVINHO VERDEDiferentemente de outras vezes, parte da população foi às ruas neste domingo (15.03.2015) protestar a sua maneira por um Brasil limpo. Por que diferente? Desta vez as manifestações ocorreram de forma pacífica, numa demonstração do crescimento de consciência do nosso povo. Não devemos deixar lugar para arruaças, não há retorno.

A praça é do povo. Viva a liberdade de imprensa onde todos têm o direito de se expressarem a sua maneira pelos diversos meios que a internet dispõe – especialmente nas redes sociais, com destaque para a classe jovem.

A polícia cidadã está em alerta para proteger a população contra os distúrbios daqueles que apostam no caos.  A classe política soube ficar distante, de barba de molho, aguardando o resultado das ruas.

Não adianta querer A ser diferente de B. Ninguém pode bater no peito e dizer que está com a verdade. Essa verdade precisa ser buscada a cada passo. O que de fato precisamos é não cedermos àqueles que apostam no quanto pior melhor.

Somos um povo inteligente, suficientemente preparado para combater o mal e o fazemos com propostas, com grito de liberdade e não com pessimismo.

O recado das ruas serviu para os políticos trabalharem. Essa é a hora das reformas, dentre elas a política. Basta de tornar mandato eleitoral ou cargo comissionado em profissão.

E viva o Brasil!

Escrito por Alvinho Patriota

Ponto de Vista 27 – Apoio para governador em Salgueiro

ALVINHO VERDEO PV de Pernambuco apresentou para discussão com seus integrantes, três propostas para a caminhada no próximo pleito eleitoral do Estado – Governador: candidatura própria, que foi de logo descartada. Apoiar ao candidato do PSB, Paulo Câmara ou do PTB, o Senador Armando Monteiro.

Embora havendo alguns componentes verdes defendendo o nome do Senador, viu-se que a tendência majoritária pendeu para o lado do candidato do PSB, Paulo Câmara.

Isso não muda a nossa posição que vínhamos colocando nas reuniões do Partido, de que em Salgueiro devido à posição local, não haveria condições de nos compormos com a chapa do governo.

O fato é simples, não podemos confundir quase metade da população que na última eleição municipal caminhou conosco: eu, Dr. Chico e nossos candidatos a Vereadores que defende apoio à candidatura do PTB, no caso, o Senador Armando Monteiro.

Alguém poderá dizer, Armando Monteiro não apoiou a nossa chapa em 2012?

É verdade!

Porém, não podemos fazer política com portas fechadas para ninguém, tanto que muitos outros de lá estão aderindo ao palanque de cá, mesmo que, eventualmente, visando apenas a eleição que se aproxima. Não temos o que temer porque o povo é sábio e com certeza avaliará o compromisso público de cada um no momento certo.

Por Alvinho Patriota

Ponto de Vista 26 – Coação psicológica aos Vereadores

ALVINHO VERDEExistem muitas maneiras de se coagir alguém a fazer ou deixar de fazer algo. Em Salgueiro, toda vez que o atual prefeito quer que seja aprovado um projeto de seu interesse, mesmo que contrarie o município, beneficiando uns poucos, em vez de ir à Câmara explicar as razões de sua proposição, se aproveita de recessos parlamentares e envia as matérias no apagar das luzes dos períodos legislativos, sem constar nem justificar pedido de urgência. Costuma colocar carros de som na rua, ameaçando aquele que votar contra a sua pretensão.

Neste final de ano, mais precisamente há oito dias, foi distribuído às Comissões da Câmara um Projeto de Lei pedindo autorização para contrair um empréstimo junto a Caixa Econômica Federal, destinado à melhoria de infraestrutura de Salgueiro.

Até aí tudo bem, só que o projeto não faz qualquer referência a quais obras serão realizadas, não apresenta nenhum projeto de construção nem planilhas de custos de serviços e materiais. Fizeram circular uma lista de ruas a serem calçadas, sem constar no projeto. Logo, o que não está na lei não está no mundo.

Ademais, o empréstimo de 5.784 milhões, terá juros de 6% ao ano, igual à poupança, além de taxa de administração, taxa de risco e correção monetária, ou seja, um endividamento para nunca mais o povo poder pagar, pois há uma carência de quatro anos – 48 meses, significando dizer que todos os encargos serão acumulados para serem pagos pelos próximos gestores – quem morrer daqui prá lá não paga, mas quem estiver vivo, também não pagará porque não tem condições. Isso porque com esses altos encargos, a dívida quando vencer a primeira parcela – quatro anos após assinatura do contrato, praticamente já representa o dobro do empréstimo.

Ao atual prefeito, que teve oportunidade de investir, especialmente diante da arrecadação recorde de impostos decorrentes grande desenvolvimento que aconteceu nos últimos

anos com as obras da transposição, transnordestina e tantas outras, sem precisar endividar o município não o fez, nem mesmo os investimentos com verbas liberadas do governo federal e estadual, como: reforma centro de abastecimento; construção de matadouro de caprinos e ovinos, reforma da casa da cultura, do centro de convenções, de diversas quadras esportivas, e por vai…

Esperamos que aconteça uma grande mobilização da sociedade através de audiências públicas, onde o prefeito possa explicar minuciosamente os custos do empréstimo e os técnicos especifiquem os investimentos, tudo baseado em projetos.

Que seja abolida de vez essa quebra de braço do Executivo com a Câmara, mas que um Poder respeite o outro e não fiquem jogando para a plateia fatos inverídicos e danosos ao município e seu povo, quem de fato paga a conta.

Por Alvinho Patriota

Ponto de Vista 25 – Falta de investimento no esporte amador em Salgueiro

ALVINHO VERDE* Alvinho Patriota

“Quem escuta as Minhas palavras e as põe em prática é como o homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, engrossaram os rios, sopraram os ventos contra aquela casa; mas não caiu, porque estava fundada sobre a rocha…” – (Mateus 7:24).

Toda ação nesta vida para ser bem sucedida, se faz preciso prudente planejamento, sob pena de haver omissão, ou que os resultados na sua implementação não atendam às necessidades de um povo, quando se referir a ações públicas que têm por finalidade disponibilizar a satisfação de suas necessidades. No setor privado não seria diferente, levando os projetos ao fundo do poço, caso não sejam observadas as condições necessárias aos objetivos traçados.

Agindo dessa forma, temos o dever de preparar os nossos jovens para assumirem as funções que hoje nos são delegadas, e para que isso ocorra melhor do que vem sendo feito, já que a finalidade natural é o avanço em tudo que se faz para o desenvolvimento de uma nação, não podemos deixar de oferecer condições básicas à formação humana, pessoal e profissional.

Não podemos deixar, portanto, de preparar os jovens em todos os sentidos, essencialmente nas suas necessidades básicas, como, simultaneamente aos estudos, a prática de esporte visando tanto a sua formação física, intelectual, como profissional.

No Brasil, por força de lei, é destinado o maior percentual do orçamento dos municípios para a educação – 25%, incluída aí a prática de esportes e atividades afins. No entanto, aqui em Salgueiro não há uma preocupação nesse campo, pois, apesar de despontarmos positivamente nos últimos tempos no futebol profissional, a área desse esporte amador está praticamente abandonada. Não se vê mais os jogos de bairros, de distritos nem de lugar nenhum, não havendo investimento no terreno sólido que são os jovens.

Esses passam de criança à adolescência e atingem a maioridade sem que lhes seja dada a oportunidade do exercício da prática do esporte. Não há investimento em formação de campos de várzeas, de incentivo à prática do esporte – com as exceções das atividades escolares, onde existem, ficando de fora boa parte da juventude, sem ter para onde ir, o que fazer, prejudicando consideravelmente essas pessoas.

Em 2007, quando me achava como presidente do Poder Legislativo local, recebi do Executivo um Projeto de Lei criando um incentivo tipo “TODOS COM A NOTA MUNICIPAL”. Propus e os demais Vereadores concordaram e aprovamos algumas emendas no sentido de beneficiar, também, o desporto amador. Infelizmente esse projeto, apesar de transformado em Lei, ficou como letra morta no papel, mas, para que seja posta em prática, basta vontade política dos gestores no poder.

Alvinho Patriota é advogado graduado pela Universidade Federal da Paraíba, pós-graduado pela UNEB (Bahia), doutorando pela Universidade de Buenos Aires (Argentina). Foi Vereador no Município de Salgueiro por cinco mandatos consecutivos, de 1992 a 2012. Candidatou-se a prefeito em 2012, obtendo 43% dos votos válidos. Atualmente é presidente do Partido Verde (PV). Sua luta principal é a defesa do meio ambiente.

Ponto de Vista 24 – Resposta à assessoria de comunicação

ALVINHO VERDE

A Prefeitura de Salgueiro manda Nota e o Blog prontamente publica como faz com todas as matérias que chegam para esse fim. Aqui não filtramos nem agimos tendenciosamente.

Vejam o comentário publicado:

Francisco Chagas Lacerda

Bom dia Alvinho,

Como leitor do seu blog gostaria que o senhor noticiasse que o transporte de estudante parou por falta de pagamento, o prefeito fez varios compromissos com os transportadores e não cumpriu nenhum, são 04 meses atrasados e os motoristas dizem que os postos não abastecem mais.

E a nota da Prefeitura:

A respeito do Comentário em Destaque publicado pelo Blog de Alvinho, em 23/10/2013, afirmando que os pagamentos dos motoristas do transporte escolar municipal estão atrasados, que os veículos escolares não estão transportando as crianças e os postos de combustível não estão abastecendo os mesmos, esclarecemos que estas informações não dizem respeito à Prefeitura de Salgueiro, que:

– mantém o funcionamento do transporte escolar, de forma impreterível, dispondo, para isso, de 79 veículos entre ônibus, micro-ônibus e vans.

– de toda a frota do transporte escolar, conta com 69 veículos contratados por licitação, estando os prestadores deste serviço com o pagamento em dias, como é prática do Governo Municipal.

Entendemos que a função dos meios de comunicação é municiar o público de dados reais, de uma forma clara. Esta é, portanto, uma atividade que exige muita ética e responsabilidade. Ao contrário, promove a desinformação e incorre em calúnia. (Da assessoria)

Agora falo diretamente à Assessoria da Prefeitura e a quem mais interessar:

1. Em nenhum momento o comentário do Sr. Francisco das Chagas se referiu à Prefeitura de Salgueiro;

2. Nós também entendemos que a função dos meios de comunicação é municiar o público de dados, porém se são reais ou não, a responsabilidade cabe à fonte e ao destinatário. Nessa seara não entramos.

3. O direito de resposta deve ser proporcionar ao ataque e destinado ao agente da matéria e não ao veículo de comunicação (a este cabe apenas o dever de comunicar e foi ocorreu), como dito. Não vamos aceitar insinuações cavilosas, nem ameaças, pois temos independência.

Por Alvinho Patriota