Vida FM Salgueiro FM

Bolsonaro diz que governo ainda não tem votos para aprovar reforma da Previdência

O presidente Jair Bolsonaro admitiu que o governo ainda não tem o número de votos suficientes para aprovar a reforma da Previdência na Câmara . A declaração foi dada ao Programa do Ratinho, do SBT, exibido na noite desta terça-feira. Na entrevista, ele disse, porém, que sente, mesmo os deputados “reticentes”, cedendo pela aprovação

— A Câmara está cumprindo os prazo regimentais, mas sabe que tem ruídos e, por enquanto, eu acho que não temos os 308 votos necessários. Agora, estou à disposição deles. Se é para conversar comigo, eu viro noite para conversar sem problema nenhum. Agora, a bola está com o Parlamento — disse.

O presidente comentou a pressão de alguns partidos pela retirada de municípios e estados da proposta de emenda à Constituição.

Uma das alternativas em estudo pelo relator da reforma da Previdência, Samuel Moreira (PSDB-SP), é incluir na reforma apenas os servidores de estados mais endividados e com maior proporção de idosos .

— Há a ameaça na Câmara de tirarmos estados e municípios da reforma. Aí, prefeito chia. Governador chia. Porque o prefeito teria dificuldade de impor as mesmas regras que estamos impondo para servidores públicos para seu servidor municipal. Estou supondo. Porque todos se conhecem. Vereador é tio, compadre, de todo mundo da cidade. Complica a situação dele — disse Bolsonaro.

Para ele, portanto, há incoerência na pressão de deputados pela retirada:

— Eles (governadores e prefeitos) querem que nós votemos aqui, mas os deputados que representam estados e municípios não querem botar o dedinho lá para sair que votou contra. Mas isso está amadurecendo. Mesmo os reticentes  estão cedendo. E acho que vai ser aprovada.

Fonte: O Globo