Autoridades interceptam envelope com toxina fatal para a Casa Branca

Reportagem do jornal New York Times revelou neste sábado 19 que a Casa Branca recebeu um envelope com ricina, toxina de origem vegetal que é fatal. Segundo uma fonte do jornal, a correspondência foi interceptada antes de ser entregue à sala de correio do local. A publicação afirma que não há informações sobre se alguém teve contato com o veneno.

A fonte não revelou a data do episódio, e tenta rastrear o endereço do remetente. Investigações iniciais apontam que a correspondência teria enviada do Canadá. As autoridades também investigam se outros envelopes desse tipo foram enviados para prédios públicos dos Estados Unidos.  De acordo com o FBI, no entanto, “não há ameaça ao público”.

Donald Trump já havia sido alvo de uma ação semelhante, em 2018, quando uma correspondência com traços de ricina foi entregue ao Pentágono. Seu sucessor, Barack Obama, também foi alvo de uma carta com ricina, mas o envelope foi interceptado antes de chegar à Casa Branca.

Fonte: VEJA