Após reunião com líderes, Maia diz que espera aprovação da PEC da Previdência com ‘boa margem’

Fiador da reforma da Previdência no Congresso Nacional, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), abriu a residência oficial na manhã desse sábado (6) para articular a votação da proposta de emenda à Constituição (PEC) no plenário da Casa. Ao final do encontro, Maia afirmou que espera aprovação da reforma na Câmara com uma “boa margem” de votos.

Para ser aprovada no plenário da Câmara, a PEC da Previdência precisa obter, no mínimo, 308 votos, em dois turnos de votação, número correspondente a 60% dos 513 parlamentares da Casa.

“Nós temos que ter a tese de que o importante é ganhar. Então, nós vamos ganhar, com uma boa margem para uma matéria que, até um ano atrás, era muito difícil você chegar neste momento com uma perspectiva de vitória. Então, eu acho que esse ambiente é que é o mais importante, que é um ambiente de compreensão do parlamento”, declarou o presidente da Câmara em uma entrevista coletiva concedida no portão de entrada da residência oficial após a reunião com os líderes.

Embora tenha sinalizado otimismo com uma vitória com folga, Maia evitou dar uma estimativa de votos. “Ficar falando de número não é bom. A gente tem a nossa conta, a gente tem a nossa projeção, outras projeções estão sendo feitas, a própria imprensa está fazendo”, enfatizou.

Rodrigo Maia quer que o relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) – aprovado pela comissão especial na última quinta (4) – comece a ser analisado em primeiro turno a partir desta terça-feira (9).

Ele acredita que há chance de, já na próxima semana, aprovar a PEC na Câmara em dois turnos. “É o objetivo de todos os deputados e deputadas que defendem a reforma”, afirmou Maia.

Fonte: G1