Anvisa autoriza importação de matéria-prima pelo Butantan para a CoronaVac

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) anunciou ontem que autorizou a importação de matéria-prima para o início da produção local da CoronaVac, a vacina contra a covid-19 desenvolvida e testada pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

O pedido havia sido feito em 23 de setembro pelo Butantan, que tem a previsão de usar os insumos vindos da China para produzir 40 milhões de doses em sua fábrica em São Paulo. A instituição acredita ser possível que as doses estejam à disposição até dezembro.

Além disso, já foi liberada a importação de 6 milhões de doses produzidas pela Sinovac, que devem chegar a São Paulo na próxima semana.

Em nota, a Anvisa confirmou que concedeu a liberação dos insumos em “caráter excepcional”. A decisão foi tomada no Circuito Deliberativo da agência, que permite a votação virtual dos diretores sobre temas de grande relevância. O grupo se reuniu terça-feira e ontem.

Fonte: UOL