Acordo entre Mercosul e União Européia anima produtores do Vale do São Francisco

Produtores de frutas do Vale do São Francisco estão animados com o acordo entre o Mercosul e a União Européia (UE) firmado na última sexta-feira, 28. O pacto criou a maior área de livre comércio do mundo, movimentando U$ 17 trilhões em Produto Interno Bruto (PIB). A retirada de impostos sobre produtos agrícolas, reivindicação antiga dos produtores do Vale do São Francisco, permitirá que a uva de mesa cultivada em Petrolina e região entre na Europa sem cobrança de taxas.

Outro benefício é o maior acesso à União Européia por meio de quotas para açúcar e etanol, bem como o reconhecimento de produtos diferenciados brasileiros, como o vinho. Com o acordo, o Vale do São Francisco fica em pé de igualdade com produtores dos Estados Unidos, Chile, Peru e África do Sul, que já exportam para a UE sem incidência de impostos.

O imposto sobre importações da União Européia, que atualmente varia de 4% a 14% da fruta comercializada no Vale do São Francisco, será eliminado somente após ratificação do acordo pelo Congresso do Brasil e dos países europeus membros do bloco econômico.

Da redação do Blog Alvinho Patriota