Plantão Covif-19: Lista dos serviços essenciais conforme Decreto Presidencial

Plantão Covid-19: Salgueirense faz teste rápido, descobre que contraiu coronavírus, mas ficou curada

Salgueiro registrou um caso confirmado do novo coronavírus nesse sábado, 4, em uma mulher de 34 anos que já ficou curada da doença. A descoberta aconteceu ontem, através de teste rápido no Laboratório Petri, do Pronto Socorro São Francisco.

Segundo a médica Patrícia Belfort, um exame de sangue, cujo resultado sai em 15 minutos, constatou que a paciente produziu anticorpos contra o coronavírus. “Ela teve a doença e está curada, ficando inclusive imune à doença. Ela não está doente”, garante.

Ainda de acordo com a profissional de saúde, a paciente resolveu fazer o teste rápido, disponibilizado no laboratório a partir de ontem, porque viajou ao exterior e apresentou sintomas de gripe há uns 20 dias. A médica também destaca que familiares que tiveram contato com ela testaram negativo para a doença.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

Top 10: Notícias mais acessadas de 30/03/2020 a 03/04/2020

1 – Plantão Covid-19: Prefeitura de Salgueiro pede que moradores de outras cidades não visitem o município neste momento

2 – Equipes da limpeza urbana higienizam ruas de Salgueiro com hipoclorito de sódio

3 – Município do Sertão do Araripe confirma primeiro caso da Covid-19

4 – Governo Federal libera 100 novos benefícios do Bolsa Família para o município do Cedro

5 – Cidadã reclama da suspensão do reajuste que seria concedido aos servidores da Prefeitura de Salgueiro este mês

6 – Prefeito de Salgueiro anuncia doação de parte dos salários de sua equipe para a compra de 300 testes rápidos do coronavírus

7 – Dono de bar é detido no Centro de Cedro-PE por descumprir decreto estadual de isolamento

8 – Jovem de 18 anos morre afogado em riacho na zona rural de Terra Nova

9 – Senado aprova auxílio de R$ 600; BB, Caixa e Correios farão pagamentos

10 – Nota da Prefeitura de Salgueiro sobre suspensão de reajuste dos servidores municipais

Argentina bloqueia mil respiradores comprados pelo Ministério da Saúde do Brasil

O governo da Argentina bloqueou a exportação de 1.000 respiradores pulmonares comprados pelo Brasil para instalação em leitos de UTI nos estados para combate ao coronavírus, disse neste sábado, 4, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo. “Argentina fez o que também fizemos (bloquear exportações). Não é uma crítica. Fechou porque ela vai precisar”, disse Gabbardo. Segundo o secretário, uma empresa contratada pelo Brasil para trazer estes equipamentos agora busca novos fornecedores.

O Ministério da Saúde promete a instalação e o custeio de 2 mil leitos de UTI nos Estados. Já foram enviados kits para montar 540. Cada unidade da federação escolhe onde instalar esses leitos com os produtos enviados pelo governo federal.

Gabbardo lembrou que o Brasil também está controlando a exportação de insumos usados contra a covid-19, além de determinar que a produção nacional seja direcionada ao governo.

Segundo o secretário, o governo contratou a produção de Continua depois da publicidade
17 mil

respiradores com a indústria nacional. A expectativa é de que os produtos sejam entregues em várias parcelas durante 90 dias.

Além destes, há um contrato de R$ 1,01 bilhão para compra de 15 mil respiradores com uma empresa de Macau, uma região administrativa da China. Gabbardo disse que os respiradores devem ser entregues de forma fracionada daqui a 15 dias.

Os respiradores são essenciais para tratar casos graves da covid-19. O Brasil tem 65.411 respiradores nos hospitais públicos e privados, dos quais 61.772 estão em uso e o restante, parado.

A corrida global por equipamentos para a saúde tem feito o SUS perder contratos que estavam fechados para a compra destes produtos. Uma compra de 600 respiradores para estados do Nordeste, assinada pela Bahia, está retida nos EUA. O governo do Maranhão também perdeu contratos e afirma que, por ora, desistiu de tentar trazer produtos da China, como revelou o jornal O Estadão de S. Paulo.

Fonte: Estado de Minas

Ceará registra mais uma morte por Covid-19 e chega a 23; há 745 casos confirmados no estado

O número de mortes causadas por coronavírus subiu para 23 de acordo com dados divulgados às 17h deste sábado (4) pelo IntegraSUS, plataforma digital de transparência da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). O número de pessoas infectadas também aumentou de 680 para 745 casos em todo o estado. São 3.976 casos sob investigação e a taxa de letalidade da doença no Ceará está em 3,09%.

A maioria dos óbitos aconteceu em Fortaleza (18), os demais se concentraram em outros cinco municípios do estado: Eusébio (1), Farias Brito (1), Jaguaribe (1), Santa Quitéria (1) e Tianguá (1).

A capital cearense continua sendo o principal centro de contágio do novo coronavírus com 680 casos no total. Outros 22 municípios do estado já têm casos confirmados da doença. São eles: Aquiraz (15), Sobral (5), Caucaia (4), Icó (2), Maracanaú (2), Maranguape (2), Horizonte (4), Abaiara (1), Quixadá (2), Beberibe (1) , Canindé (1), Eusébio (1), Farias Brito (1), Ipaporanga (1), Itaitinga (1), Itapajé (1), Itapipoca (1), Jaguaribe (1), Juazeiro do Norte (1), Mauriti (1), Santa Quitéria (1) e Tianguá (1).

Fonte: G1CE

Ministério da Saúde: “Todos terão contato com o vírus”

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, disse que a contaminação de toda a população pelo novo coronavírus é uma situação inevitável. A questão é a velocidade em que isso vai ocorrer, para que todos aqueles que precisarem de apoio médico, possam encontrar a estrutura necessária.

Gabbardo ponderou que, apesar da contaminação generalizada prevista no longo prazo, cerca de 86% dos infectados sequer vão perceber ou ter sintomas, dadas as suas condições de saúde, idade e imunidade, entre outros fatores. Os demais 14% podem precisar de apoio médico. Boa parte desses será tratada, mas uma parte menor não vai resistir.

A tendência, segundo o secretário, é que haja uma desaceleração no ritmo no médio prazo. Gabbardo disse que, ao longo do tempo, não se sabe em quanto tempo, ao menos 50% das pessoas vão ter tido contato com o vírus e vão criar imunidade. “Eu já tive? Estou imunizado. Entro em contato com outro, não transmito. Isso vai acontecer lentamente. O fluxo só reduz quando tem 50% das pessoas já imunizadas”, disse o secretário. “Imaginar que, se botássemos uma máscara, e vivêssemos em uma bolha, não teríamos o vírus…”

Gabbardo declarou que, na prática, a situação só tende a cair quando a maior parte da população criar imunidade. “Isso vai deixar de existir quando nós tivermos uma vacina. Agora, o que a gente procura fazer é que essa transmissão ocorra numa velocidade baixa, para que a gente possa ter tempo para tratar isso”, comentou o secretário-executivo.

Fonte: Terra

Plantão Covid-19: Brasil tem 432 mortes e 10.278 casos confirmados de coronavírus, diz ministério

O balanço dos casos de Covid-19 divulgados pelo Ministério da Saúde neste sábado (4) aponta:

– 432 mortes

– 10.278 casos confirmados

– 4,2% é a taxa de letalidade

Na sexta-feira (3), havia 9.056 casos confirmados e 359 mortes. Em relação ao balanço anterior, foram acrescentadas 73 mortes (aumento de 20%) e 1.222 casos confirmados (aumento de 13%).

Fonte: Bem Estar