Plantão Covif-19: Lista dos serviços essenciais conforme Decreto Presidencial

Homem que veio da Itália é o primeiro caso de coronavírus no Brasil

Um homem de 61 anos é o primeiro caso de infecção por coronavírus no Brasil. Ele chegou da Itália no último dia 21 e esteve na Lombardia, a trabalho, entre os dias 9 e 21 de fevereiro, região mais afetada pelo contágio. Ele deu entrada dia 25 no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, com sintomas de ter sido afetado pela Covid-19 — febre, tosse seca, dor de garganta e coriza.

Depois de os primeiros exames, que constataram a contaminação, a suspeita foi confirmada por uma contraprova feita à noite. Os demais passageiros que estavam no voo que veio da Itália, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), serão procurados para que se submetam a exames.

O Ministério da Saúde divulga nesta quarta-feira (26/2) um esquema para evitar a disseminação do vírus pelo país. Ontem, em nota, salientou que o hospital “adotou todas as medidas preventivas para transmissão por gotículas, coletou amostras e realizou testes para vírus respiratórios comuns e o exame específico para SARS-CoV2, conforme preconizado pela Organização Mundial de Saúde”.

Ainda segundo a nota do ministério, “com resultados preliminares realizados pela unidade de saúde e de acordo com o Plano de Contingência Nacional, o hospital enviou a amostra para o laboratório de referência nacional, Instituto Adolfo Lutz, para contraprova. Todas as ações e medidas seguidas estão de acordo com os protocolos do Ministério da Saúde e da OMS e diariamente atualizações são informadas em coletivas e boletins epidemiológicos”. Segundo o Albert Einstein, o paciente não precisará de internação, mas deverá ficar isolado.

Fonte: Correio Braziliense

Em SP, Galo da Madrugada tem versão compacta, mas da paz

Em seu primeiro ano em São Paulo, o Galo da Madrugada fez uma festa bonita: atraiu pernambucanos saudosos do maior bloco de Carnaval do mundo, convocou curiosos e ainda ficou marcado por um desfile tranquilo. Os foliões eram muitos, mas nada comparado aos 2 milhões que acompanham o desfile no Recife. Contudo, a festa não teve confusões ou brigas. A terça-feira, 25, foi da paz.

Para o vice-presidente do bloco, Rodrigo Menezes, a festa na capital paulista tem tudo para se tornar uma tradição com maior porte nas próximas edições. “Eu acho que a expectativa já era positiva e agora nós tivemos a confirmação: um desfile maravilhoso, com muita gente, todos brincando, todo mundo junto, misturado. O Galo tem esse espírito,” disse, em entrevista ao Terra.

Miniatura

O Galo da Madrugada teve versão reduzida em diversos sentidos. Desde o tamanho do mascote — 4m em SP em comparação aos quase 30m pernambucanos — até o número de atrações. Na capital paulista, se apresentaram Gustavo Travassos, vocalista oficial do Galo da Madrugada, Fafá de Belém e André Rio, cantor que participa do bloco há mais de 25 de anos ininterruptos.

“Lá em Recife, nós temos 30 trios. Eu queria ter os 30 aqui em São Paulo. Infelizmente, não dá. De qualquer forma, acho que trazer os artistas de lá, a cultura de lá, tocando o frevo, é importantíssimo”, acrescenta Menezes.

Fonte: Terra

Bolsonaro agradece “apoio” de bonecos de Olinda

O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais nesta terça-feira (25) para dar destaque ao carnaval de Olinda, onde foliões produziram bonecos gigantes dele e de outros membros do governo federal para levar às ruas durante as comemorações do feriado.

Na foto divulgada na sua conta oficial do Twitter, ele é o primeiro de uma fila de pelo menos dez bonecões que teriam feito parte dos desfiles na cidade pernambucana na segunda-feira (24). Além de Bolsonaro, o vice-presidente Hamilton Mourão e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, foram transformados em bonecos.

Bolsonaro agradeceu ao “apoio”. “Obrigado pela consideração, Olinda-PE!”, escreveu o presidente. Ele também compartilhou a publicação de uma página bolsonarista intitulada “Pau de Arara Opressor”, que diz: “Presidente Bolsonaro e seus ministros são aplaudidos em alegoria de bonecos gigantes em Pernambuco no maior bloco do mundo”.

O presidente também usou as redes sociais para criticar o desfile da Mangueira, escola de samba que, segundo Bolsonaro, desacatou religiões. “Vamos ver a reação do povo aí”, comentou, acrescentando que “estão buscando uma imagem no Rio para me atingir”. As declarações foram feitas durante caminhada em Praia Grande (SP) e transmitidas ao vivo para os seguidores do presidente.

Fonte: Diario de Pernambuco

Eu não pretendo brincar mais Carnaval, diz vítima de ‘agulhada’ em Olinda

Eu não pretendo brincar mais Carnaval. Esse é o relato de um dos foliões que afirmam terem sido furados por agulhas durante o Carnaval de Recife e Olinda, na Região Metropolitana, e que procuraram atendimento no Hospital Correia Picanço, na zona norte da capital pernambucana.

O estudante de engenharia da computação, de 21 anos, que não quis se identificar, contou que o caso aconteceu por volta das 14h de segunda-feira (24), próximo ao Mercado da Ribeira, em Olinda, enquanto curtia o carnaval ao lado de uma amiga e um amigo.

“Três mulheres com camisas de bloco, de cor vinho, se aproximaram e uma delas me furou no braço direito. Após o ocorrido, elas se dispersaram na multidão”, contou.

Ainda de acordo com o jovem, ele sentiu o local da furada arder e chegou a relatar o caso para policiais que passavam no local. “Eles pediram a descrição das mulheres e me orientaram a procurar o Hospital Correia Picanço. Eu passei em casa para pegar os documentos e fui direito para o Hospital.”

A vítima deu entrada no Correia Picanço por volta das 14h45, fez exame de sangue, tomou coquetel que combate doenças infectocontagiosas e fez um Boletim de Ocorrência ainda na unidade de saúde.

“Eu não pretendo brincar mais Carnaval, porque isso não é de agora. Desde o Carnaval passado que está tendo essas coisas [agulhadas]. É um absurdo. Eu estava me divertindo e acontece um fato desses. A pessoa não tem nem reação, não sabe nem o que fazer”, relatou.

Segundo a amiga do rapaz, Marcelly Beatriz Alves, de 17 anos, que estava com ele no momento do fato, tudo aconteceu muito rápido.

“Uma delas [suspeitas] estava com dreads vermelhos. Acredito que tenha sido ela”. Ele sentiu a dor, mas não sei que ela conseguiu aplicar alguma coisa nele”, afirmou.

Ainda de acordo com Marcelly, o Carnaval também acabou para ela. “Morgou tudo. Não só este ano, mas os outros anos também, porque vamos ficar sempre com medo. Do mesmo jeito que foi com ele, poderia ter sido comigo”, lamentou.

Fonte: Folha PE

Jovem morre vítima de bala perdida e é homenageada por bloco carnavalesco, em Fortaleza

Ângela Christiany Nobre Palácio, de 24 anos, morreu vítima de bala perdida na madrugada desta terça-feira (25) em um posto de combustíveis quando homens encapuzados chegaram atirando, no Bairro Cristo Redentor, em Fortaleza.

Filha de uma brincante do Maracatu Solar, a jovem foi homenageada na tarde desta terça-feira (25) antes da apresentação do bloco pelo cantor Pingo de Fortaleza. O Maracatu Solar é uma das agremiações que desfila no carnaval de rua de Fortaleza.

De acordo com testemunhas, a jovem saiu de casa e foi à loja de conveniência do posto de combustíveis vizinho à residência, quando ocorreu o tiroteio. A mãe de Christiany teria voltado para casa mais cedo para ficar com os netos e, assim, a jovem poder sair para se divertir no carnaval, disse o cantor Pingo de Fortaleza, que organizou a homenagem.

Integrantes do bloco Maracatu Solar fizeram um minuto de silêncio antes da apresentação do cantor, que já estava programada para acontecer no local. “Mais paz, mais justiça social, mais arte e mais educação”, pediu um dos organizadores acompanhado de aplausos.

Christiany era casada e deixa dois filhos.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) disse “que o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga a morte” de Christiany, e que um inquérito já foi aberto. Até a publicação desta reportagem, nenhum suspeito foi identificado.

Fonte: G1CE

Águia de Ouro é a campeã do carnaval de SP pela 1ª vez

A Águia de Ouro é a grande campeã do carnaval 2020 de São Paulo. Este é o primeiro título da escola no Grupo Especial do carnaval paulista. Foi a primeira vez em 43 anos que a agremiação levou o título de campeã do carnaval de SP.

A escola levou o troféu com enredo sobre a evolução do conhecimento humano, da Idade da Pedra à esperança nos robôs e, em um carro sobre a educação, fez uma homenagem a Paulo Freire.

No Anhembi, a escola contou com um carro alegórico que provocou polêmica, representando as bombas lançadas sobre Hiroshima e Nagasaki, no Japão, durante a Segunda Guerra Mundial.

Em nota da escola, antes da apuração, a escola disse que a intenção foi uma “manifestação respeitosa” que “não pode ser confundida com qualquer tipo de insulto, difamação e principalmente desonrar uma triste lembrança do sofrimento de um povo irmão”.

A presença do carro no desfile de sábado (22) causou polêmica nas redes sociais. Representantes da comunidade japonesa disseram que o carro suscitava lembranças ruins e tristes.

Armando Guerra Júnior, o mestre Juca, que comanda a bateria da escola de samba, ficou tão emocionado com a vitória que disse que ia beijar a boca dos integrantes da agremiação.

Fonte: G1

Foliã morre eletrocutada após urinar próximo a ligação clandestina no Maranhão

Uma mulher morreu eletrocutada depois de urinar próxima a um tapume de zinco, o qual conduz corrente elétrica, na última segunda-feira (24). O incidente aconteceu no circuito Beira-Mar, o principal local da folia em São Luís, no Maranhão.

De acordo com a Secretaria de Comunicação e Assuntos Políticos (Secap) um homem foi preso em flagrante. O detido seria vigia do local, que está em obras.

O homem é suspeito de fazer uma ligação clandestina no local, o que pode ter causado a morte da mulher.

Em nota, a Equatorial Energia Maranhão disse que esteve no local do acidente e confirmou a presença de uma ligação clandestina nas instalações.

Fonte: IstoÉ