Plantão Covif-19: Lista dos serviços essenciais conforme Decreto Presidencial

Polícia prende acusada de aliciar menores para a prostituição no Sertão do Pajeú

Agentes da 13ª Delegacia da Mulher prenderam nessa sexta-feira, 26, em Afogados da Ingazeira, uma mulher identificada como Carla Mayane Valério. Ela é acusada de aliciar menores para a prostituição no Sertão do Pajeú.

Os policiais agiram após receberem denúncia de uma mãe, comunicando que a filha de 15 anos havia saído de casa há aproximadamente uma semana e estaria na casa de Carla Mayane se prostituindo.

Em operação coordenada pela delegada Andreza Gregório, os policiais civis se deslocaram ao imóvel e resgataram a menor. Toda a ação foi acompanhada pelo Conselho Tutelar. Na residência foram encontrados indícios de consumo de bebidas alcoólicas e práticas sexuais.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

Modelo de reuso de água implantado em Afogados da Ingazeira vai ser exportado para outras regiões de Pernambuco

Convidada pelo prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota, a secretária estadual de Infraestrutura, Fernandha Batista, conheceu esta semana um sistema de reuso d´água para a irrigação do gramado do Estádio Vianão, implantado pela prefeitura.

Impressionada pela eficácia do sistema, Fernanda disse que o Governo do Estado precisa levar o modelo para aperfeiçoar algumas estações de tratamento de esgoto. “Tem o custo de implantação barato, gera economia e praticamente elimina o odor da água resultante do tratamento”, avaliou.

O método faz o tratamento do esgoto de 300 casas, convertendo dejetos em água rica em nutrientes e de muita qualidade para a irrigação. Diariamente o sistema pode produzir até 100 mil litros de água. O melhor é a economia com a conta de água do estádio, que caiu de R$ 15 mil para R$ 103 por mês.

“Essa foi uma agenda que solicitamos, para apresentar algumas iniciativas que pudessem ser replicadas em outras regiões do Estado, mas que também teve o objetivo de tratar do grave problema de abastecimento de água em algumas áreas de nossa cidade e a conclusão das obras de saneamento”, disse José Patriota.

Em relação ao abastecimento de água em Afogados, a secretária se comprometeu a inaugurar, até o final de agosto, a estação de tratamento de Tabira, que vai reduzir o problema no município.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

Jovem é preso após quebrar móveis e ameaçar companheira de morte em Salgueiro

Militares lotados no 8ᵒ BPM prenderam na noite dessa sexta-feira, 26, um jovem de 23 anos acusado de quebrar objetos e móveis em casa com uma barra de ferro e ameaçar a companheira de morte utilizando uma faca peixeira. O caso aconteceu na Rua Boa Esperança, bairro Novo Horizonte, em Salgueiro.

Acionados pela vítima, uma mulher de 34 anos, os policiais foram ao imóvel, porém, o acusado fugiu do local e se escondeu nas proximidades. Ao perceber que o policiamento havia saído, retornou e passou a quebrar os móveis novamente. Ele foi pego em flagrante e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, sendo autuado por lesão corporal e violência doméstica.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

Silvio Costa Filho critica representação feita pela Frente Parlamentar em Defesa do Nordeste contra Bolsonaro

A representação apresentada esta semana pela Frente Parlamentar em Defesa do Nordeste contra o presidente Jair Bolsonaro, na Procuradoria Geral da República (PGR), foi criticada pelo deputado federal pernambucano Silvio Costa Filho (PRB). Elaborada pelo também pernambucano Danilo Cabral (PSB), a denúncia acusa Bolsonaro de racismo, preconceito e discriminação, por ter dito ao ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni: “Desses governadores de Paraíba, o pior é o do Maranhão. Não tem que ter nada para esse cara”.

Para Silvio Costa Filho, apesar de a declaração ter sido, de fato, inoportuna e infeliz, o movimento da Frente Parlamentar é equivocado. “Esse não é o momento de tensionamento político e institucional, mas sim, de construirmos uma unidade para ajudar o Brasil. A bancada nordestina precisa trabalhar para unir os governadores ao Governo Federal, para trazer investimentos, destravar obras importantes, para que o Nordeste volte a crescer, gerando emprego e renda para a população”, destaca.

O deputado ainda pondera que o movimento de ingressar com uma ação contra o presidente da República é contraproducente, além de ser claramente político.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

Bandidos explodem carro-forte entre as cidades de Petrolândia e Jatobá

Criminosos fortemente armados interceptaram e explodiram um carro-forte da empresa Prosegur na tarde dessa sexta-feira, 26, na BR-110, entre as cidades de Petrolândia e Jatobá, no Sertão do Itaparica.

Segundo informações do blog Petrolândia Notícias, os bandidos estavam em dois veículos e renderam os seguranças do veículo de transporte de valores a tiros. Os profissionais foram obrigados a sair do carro-forte e se esconder.

Em seguida, os criminosos colocaram dinamites e explodiram o veícuo. Até o momento não se sabe o valor da quantia roubada. Nenhum segurança da empresa ficou ferido.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

Presídio Regional de Salgueiro registra primeiro casamento homoafetivo

Unidos pelas circunstâncias da vida, após serem sentenciados ao cumprimento de penas em regime fechado no Presídio Regional de Salgueiro (PSAL), Dimas e Hillary (José) entraram para a história como o primeiro casal homoafetivo da unidade prisional a oficializar a união no Fórum Cornélio de Barros Muniz.

De acordo com informações repassadas pela agente penitenciária aposentada Marilene Cruz, o casal assinou os papéis do casamento civil no edifício do Poder Judiciário na manhã dessa sexta-feira, 26, e comemorou na Escola do PSAL, com direito a bolo, doces e lembrancinhas, além de música ao vivo.

Toda a equipe que faz parte do estabelecimento prisional, como agentes penitenciários, professores e assistentes, deram total apoio ao casamento. 

Da redação do Blog Alvinho Patriota

Exposição em homenagem aos precursores da Missa do Vaqueiro de Serrita atinge recorde de público em Recife

Realizada em homenagem aos líderes precursores da Missa do Vaqueiro de Serrita, Luiz Gonzaga e o Padre João Câncio, a exposição “Tengo Lengo Tengo” conseguiu atrair milhares de pessoas para o Museu Cais do Sertão, em Recife, nas últimas semanas. Entres os meses de junho e julho, a mostra foi recorde de público no primeiro semestre de 2019.

De acordo com pesquisa feita pela Secretaria de Turismo e Lazer, por meio da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), a exposição recebeu, em média, 6.797 visitantes no período de 18 de junho a 18 de julho. A estimativa é que a Tengo Lengo Tengo receba 8.863 visitantes até o dia 31 de julho. O projeto segue em cartaz até o dia 27 de agosto.

Uma homenagem está agendada para a próxima sexta-feira, 2 de agosto, em alusão aos 30 anos da morte do músico Luiz Gonzaga. Vai ser realizado um show na área externa do museu, com participação do Quinteto Violado, Bia Marinho, Joquinha Gonzaga, Terezinha do Acordeon e outros forrozeiros.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

Hacker conta como chegou a arquivos de Dallagnol e repassou a Glenn Greenwald

Em depoimento, o Hacker Walter Delgatti Neto contou à Polícia Federal como invadiu as contas do aplicativo de mensagens Telegram do ministro Sérgio Moro (Justiça) e de outras autoridades. O suspeito está preso. 

Desde junho, o site Intercept Brasil, do jornalista Glenn Greenwald, publica reportagens com trechos de diálogos atribuídos ao ministro da Justiça, Sérgio Moro, ex-juiz federal, e a integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato. O site não revelou a fonte nem como obteve os registros das conversas.

Walter Delgatti Neto e outros três suspeitos foram presos na última terça-feira (23), apontados como responsáveis pela invasão de telefones de autoridades. Segundo a Polícia Federal, mais de mil pessoas podem ter sido alvos do grupo.

De acordo com a transcrição do depoimento, concedido no último dia 23 ao delegado Luiz Flavio Zampronha, na sede da Polícia Federal em Brasília, ele disse que não editou os diálogos e que não conseguiu obter nenhum conteúdo das contas do ministro Sergio Moro no aplicativo Telegram.

Acrescentou, ainda, que, por meio de um sistema de armazenamento de arquivos em nuvem, enviou os registros das conversas ao jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept.

“[Walter Delgatti disse] que pode afirmar que não realizou qualquer edição dos conteúdos das contas de Telegram das quais teve acesso. [Acrescentou] que não acredita não ser possível fazer a edição das mensagens do Telegram em razão do formato utilizado pelo aplicativo”, diz trecho do depoimento.

Em outro trecho, Walter Delgatti Neto também disse que não recebeu dinheiro para hackear os telefones de autoridades e que “não exerce nenhuma profissão remunerada, obtendo seus rendimentos de aplicações financeiras que possui”.

“Perguntado como obteve recursos para compor suas aplicações financeiras, afirmou não saber”, diz trecho do depoimento.

Como chegou aos arquivos

Walter Delgatti relatou aos policiais federais que começou a obter os telefones de autoridades a partir do acesso ao celular do promotor de Justiça Marcel Zanin Bombardi, de Araraquara (SP), que havia oferecido denúncia contra ele por tráfico de drogas.

Por meio da agenda da conta do Telegram do promotor, disse o hacker, teve acesso ao número de telefone de um procurador da República, que ele afirmou não lembrar o nome, que participava de um grupo de mensagens chamado “Valoriza MPF”.

Ainda de acordo com o Delgatti, com base na agenda deste procurador da República, ele conseguiu acesso ao número de telefone do deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) – um dos líderes do Movimento Brasil Livre, que ganhou notoriedade no país ao atuar nas manifestações que pediram o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

O hacker relatou que, com base na agenda do Telegram de Kim Kataguiri, obteve o número de celular do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). A partir do acesso ao celular do magistrado, contou Delgatti, conseguiu o número de telefone do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot.

Segundo ele, com a agenda de Janot, conseguiu os telefones de procuradores da República que integram a força-tarefa da Lava Jato, entre os quais Deltan Dallagnol, Orlando Martello Júnior e Januário Paludo. Walter Delgatti afirmou que todos os acessos às contas das autoridades ocorreram entre março e maio deste ano.

Durante o depoimento, Delgatti disse que não acessou as contas de Telegram da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), do ministro da Economia, Paulo Guedes, “ou de qualquer outra autoridade do atual governo federal”.

Como chegou a Glenn Greenwald

Segundo o depoimento, Delgatti disse que buscou contato com o jornalista Glenn Greenwald por saber da atuação dele no caso relacionado ao vazamento de informações do governo dos Estados Unidos conhecido como caso Snowden.

Ele afirmou ainda que o conteúdo repassado a Greenwald foi obtido exclusivamente nas contas das autoridades no Telegram e que nunca recebeu nenhuma quantia para entregar o material ao jornalista.

Durante o depoimento, Walter Delgatti disse que chegou a Glenn Greenwald por meio da ex-deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS). Ele disse ter conseguido o telefone da ex-candidata a vice-presidente ao acessar a lista de contatos do Telegram da ex-presidente Dilma Rousseff.

Na sequência, Delgatti disse que ligou para Manuela no Dia das Mães afirmando que tinha o acervo de conversas de integrantes do Ministério Público e que precisava do telefone de Glenn.

Segundo Delgatti, ele percebeu que Manuela D’Avila não estava acreditando nele e, por isso, enviou a ela uma gravação de áudio de dois procuradores.

“[Delgatti afirmou] que no mesmo domingo do Dia das Mães, cerca de dez minutos após ter enviado o áudio, recebeu uma mensagem no Telegram do jornalista Glenn Greenwald, que afirmou ter interesse no material, que possuiria interesse público”, diz o depoimento.

Fonte: Portal Gazetaweb

Novos diálogos: Deltan fez palestra para empresa citada na Lava Jato

Novas conversas vazadas mostram que o procurador Deltan Dallagnol recebeu R$ 33 mil por uma palestra em uma empresa citada em acordo de delação na Operação Lava Jato. Os diálogos foram obtidos pelo site The Intercept Brasil e publicados pelo jornal Folha de S.Paulo nesta sexta-feira (26/07/2019).

Além disso, o coordenador da força-tarefa em Curitiba teria aproximado outros procuradores da Neoway com o objetivo de usar produtos da empresa, do setor de tecnologia, nos trabalhos do grupo.

Em chat no Telegram, em março de 2016 — dois anos antes da palestra — o nome da empresa foi mencionado em documento da delação do lobista do MDB Jorge Luz. Ele teria afirmado que atuou em favor da Neoway em um projeto de tecnologia da BR Distribuidora, uma subsidiária da Petrobras. Os relatos aparecem em documento compartilhado entre os procuradores.

Em uma mensagem enviada a colegas cerca de dois anos após a citação, em março do ano passado, Deltan teria comemorado a futura participação na palestra: “Olhem que legal. Sexta vou dar palestra para a Neoway, do Jaime de Paula. Vejam a história dele”. Em seguida, enviou um link para os procuradores.

Depois disso, alguns colegas o incentivaram a marcar uma reunião com Jaime para negociar o uso de produtos da empresa para o Laboratório de Investigação Anticorrupção (Lina), projeto da procuradoria. “Exatamente. Isso em que estava no meu plano. Vou até citar ele na palestra para ver se sensibilizo. kkk”, respondeu Deltan.

O coordenador da força-tarefa teria ainda gravado um vídeo em que falava dos produtos da empresa. O procurador estaria com medo de parecer garoto propaganda da Neoway e, por isso, teria pedido a assessores da procuradoria que avaliassem o material.

Críticas

Cerca de quatro meses após a palestra, Deltan teria dito a outros procuradores que havia descoberto a citação da empresa na Lava Jato e afirmou: “Isso é um pepino para mim. É uma brecha que pode ser usada para me atacar (e a LV), porque dei palestra remunerada para a Neoway, que vende tecnologia para compliance e due diligence, jamais imaginando que poderia aparecer ou estaria em alguma delação sendo negociada”.

Fonte: Metrópoles