Vida FM Salgueiro FM

Mensagem do Dia das Mães para todas as genitoras do mundo

Hoje é um dia muito especial. Dia de celebrar o ser responsável pela geração de todos os outros seres: a mãe. Data para retribuir todo o carinho, cuidado, afeto e atenção dedicados ao longo da vida por aquela que não mede esforços para nos ver felizes.

Um dia para ressaltar o quanto ela é essencial em nossas vidas. Para congratularmos com nossas genitoras e compensar o amor descomunal que elas nos oferecem diariamente, do nascimento ao fim da vida. Feliz Dia das Mães! Mensagem do Blog Alvinho Patriota.

Top 10: Notícias mais acessadas de 06/05/2019 a 10/05/2019

1 – Diretor do IF Sertão-PE de Salgueiro diz que pode demitir terceirizados após corte anunciado pelo MEC

2 – Projeto de licitação da zona azul está pronto, informa diretor de Trânsito de Salgueiro

3 – Bandidos invadem casa em Salgueiro, fazem família refém e roubam R$ 16 mil, moto e joias

4 – IF Sertão-PE tem R$ 8 milhões bloqueados por medida do MEC e alerta para consequências

5 – Ministro do STF nega recurso do ex-prefeito de Serrita Carlos Cecílio

6 – Em visita à Brasília, prefeito de Salgueiro posa para fotos com filhos de Jair Bolsonaro

7 – Escolas de Serrita adiam festividades do Dia das Mães por causa da morte de Coordenadora Pedagógica

8 – Criminosos interceptam carro-forte em rodovia entre Araripina e Trindade

9 – Medida do governo Bolsonaro bloqueia R$ 17 milhões da Univasf, que acaba de chegar a Salgueiro

10 – Flávio Leandro gravará DVD em Salgueiro e receberá homenagem

Amazônia é do Brasil e não da humanidade, diz general Heleno

Gerenciar a maior floresta tropical do mundo é um assunto brasileiro e os estrangeiros precisam parar de se intrometer na Amazônia, disse o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno.

“Não aceito essa história de que a Amazônia é patrimônio da humanidade, isso é uma grande bobagem”, afirmou em entrevista no Palácio do Planalto. “A Amazônia é brasileira, patrimônio do Brasil e tem de ser tratada pelo Brasil em proveito do Brasil.”

A fala do general coincide com os planos do governo de rever as áreas de conservação existentes em meio à crescente pressão dos lobbies de mineração e agricultura.

O presidente Jair Bolsonaro cancelou uma viagem a Nova York depois de o prefeito Bill de Blasio e ativistas o criticarem por questões que incluem sua posição em relação à floresta amazônica, cuja conservação os cientistas dizem ser fundamental para o debate sobre a mudança climática.

Heleno, que liderou uma missão de paz das Nações Unidas no Haiti, criticou duramente as organizações não-governamentais que trabalham no país, dizendo que algumas delas funcionam como cortina de fumaça de interesses estrangeiros.

“Há influência estrangeira na Amazônia, totalmente desnecessária e nefasta”, disse Heleno. “As ONGs servem para esconder interesses. Há interesses estratégicos, econômicos, geopolíticos, tudo se mistura.”

Este mês, oito ex-ministros do Meio Ambiente brasileiros escreveram uma carta aberta apontando que Bolsonaro está desmantelando sistemas de proteção ambiental e prejudicando a imagem do país no exterior.

O atual ministro da área, Ricardo Salles, respondeu dizendo que são as ONGs que prejudicam a reputação do Brasil.

“Temos capacidade para fazer o desenvolvimento sustentável da Amazônia sem prejudicar o resto do mundo”, disse Heleno. “Agora, aceitar que o resto do mundo dê palpite na Amazônia quando o resto do mundo jamais aceitou palpite de outros países, eu não aceito.”

Fonte: EXAME

Lula pede regime aberto e nulidade de processo do tríplex do Guarujá

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso há mais de um ano na Polícia Federal em Curitiba, entrou na sexta-feira (10) com pedido no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para ter direito ao regime aberto. A defesa pede também a absolvição de Lula e o reconhecimento de nulidade do processo do tríplex.

Em nota divulgada neste sábado (11), os advogados Cristiano Zanin e Valeska Teixeira afirmam que “o STJ deixou de analisar (omissão) aspectos fundamentais das teses defensivas, como, por exemplo, o fato de que Lula não praticou qualquer ato inerente à sua atribuição como Presidente da República (ato de ofício) para beneficiar a OAS e não recebeu qualquer vantagem indevida”.

Lula foi condenado em primeira instância pelo ex-juiz federal Sergio Moro – hoje ministro da Justiça – em julho de 2017 a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro. O ex-presidente foi acusado pelo Ministério Público Federal de ocultação da propriedade de uma cobertura triplex em Guarujá, no litoral paulista, que teria sido recebida como propina da empreiteira OAS, em troca de favores na Petrobras.

Em janeiro de 2018, por unanimidade, a 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) manteve a condenação do petista e aumentou a pena de 9 anos e 6 meses para 12 anos e 1 mês. Mas em abril deste ano, a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu reduzir a pena do ex-presidente para 8 anos e 10 meses de prisão.

Os advogados de Lula afirmam que o pedido visa “corrigir contradições, omissões e obscuridades do acórdão que acolheu em parte o recurso especial interposto pela defesa do ex-Presidente Lula na sessão de julgamento realizada no último dia 23/04 (quando a pena foi reduzida pela STJ)”. “O objetivo do recurso é que tais erros sejam corrigidos e, como consequência, Lula seja absolvido ou o processo seja anulado”, justificam Zanin e Valeska Teixeira .

Fonte: Gazeta do Povo

Para defender decreto, Onyx diz que mulheres preferem armas à Maria da Penha

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, argumentou que algumas mulheres preferem andar com revólveres a terem “a folhinha da Maria da Penha” para se defenderem. A fala foi para defender os decretos assinados pelo presidente Jair Bolsonaro que flexibilizaram o porte e a posse de armas no Brasil.

“Tem mulheres que entre ter lá a folhinha da Maria da Penha ou um revólver ou pistola na bolsa, prefere ter um revólver na bolsa, porque isso garante a integridade dela. Esse é um exercício de direito que tem que ser respeitado”, disse o ministro durante entrevista para a rádio Gaúcha nesta sexta-feira (10).

Na última terça (7), Bolsonaro assinou um decreto que flexibiliza o porte de armas no país e a compra de munições. Pelo texto, 20 categorias foram contempladas com a mudança na normativa, entre políticos e jornalistas, por exemplo.

O documento, que entrou em vigor na quarta-feira (8), é alvo de questionamentos por integrantes da sociedade civil, do Judiciário e do Legislativo.

Onyx disse na entrevista que as críticas são alvo de ideologia e defendeu o direito de escolha do cidadão de se defender sozinho.

“O que equipara um homem de 80 anos e 1,60 m e um homem de 20 anos e 1,80 m? O que dá equilíbrio? Só uma arma, mais nada”, disse. “As armas foram inventadas para garantir a liberdade individual.”

Fonte: Yahoo Notícias

Doze militares viram réus no caso de carro alvejado por tiros em Guadalupe

A juíza federal substituta da Justiça Militar Mariana Queiroz Aquino aceitou, neste sábado (11), a denúncia do Ministério Público Militar, e os 12 militares do Exército viraram réus no caso do carro atingido por dezenas de tiros em Guadalupe. Na ação, um músico e um catador foram mortos.

Os militares vão responder por homicídio qualificado, tentativa de homicídio qualificada e omissão de socorro.

Na sexta-feira (10), o Ministério Público Militar denunciou os doze homens pelas mortes do músico Evaldo Rosa dos Santos e do catador Luciano Macedo, no dia 7 de abril. Os dois foram baleados pelos militares, que alegam terem confundido o carro com o de assaltantes.

O documento do MP Militar cita laudos que apontam terem sido disparados 257 tiros de fuzil e de pistola. O carro em que estava o músico, que morreu na hora, foi atingido por 62 disparos. O sogro dele, Sérgio Gonçalves de Araújo, ficou ferido na ação.

A mulher de Evaldo, o filho do casal e uma amiga deles também estavam no veículo e não se feriram.

O catador Luciano Macedo foi baleado quando tentava ajudar Evaldo Santos, que teve o carro atingido pelos tiros quando seguia com a família para um chá de bebê. Ele estava internado desde o dia do crime e morreu no hospital no dia 18 de abril.

Fonte: G1