Vida FM Salgueiro FM

Top 10: Notícias mais acessadas de 12/11/2018 a 16/11/2018

1 – Criminoso aproveita cochilo de vigilante, entra no Hospital Regional de Salgueiro e furta mãe de paciente

2 – Homens são presos em Salgueiro tentando fraudar Operação Carro-Pipa

3 – Bloco Los Patos anuncia show de Wesley Safadão em Salgueiro e causa frisson na internet

4 – Ex-presidiário é assassinado a tiros dentro de carro em Salgueiro

5 – Padre que atuou por 10 anos em Mirandiba está internado com quadro irreversível de infecção bacteriana

6 – Família salgueirense pede ajuda para pagar cirurgia de menino de dois anos com problema na adenoide

7 – Homem morto em Salgueiro tinha passagens pela justiça por assalto à mão armada e veículo clonado

8 – Morte de mulher de 30 anos estimula discussões sobre depressão em Ouricuri

9 – Compesa alega que falta de água é provocada por ligações clandestinas entre Salgueiro e Cabrobó

10 – Saída de Cuba do Programa Mais Médicos afeta quatro Unidades Básicas de Saúde de Salgueiro

PT pede suspensão de ato de exoneração de Sergio Moro

Os deputados federais pelo PT Paulo Pimenta, Wadih Damous e Paulo Teixeira protocolaram, na sexta-feira (16/11), um pedido para que o Conselho Nacional de Justiça suspenda o ato de exoneração do juiz Sergio Moro, da 13ª Vara de Curitiba.

Moro pediu exoneração para poder assumir o cargo de futuro ministro da Justiça do governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). A informação foi divulgada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região nessa sexta-feira.

Na ação, os parlamentares afirmam que configura ato administrativo anulável, uma vez que afronta o artigo 27 da Resolução CNJ 135/2011, que determina o impedimento do juiz processado por razões disciplinares afastar-se, voluntariamente, do exercício do cargo.

“A conduta do magistrado, inclusive no bojo do encerramento do recente processo eleitoral, demonstra que não agiu nos processos judiciais sob sua esfera de competência com a necessária ponderação e observância dos postulados da razoabilidade, imparcialidade, proporcionalidade e, principalmente, da legalidade que devem caracterizar as ações de magistrado, incorrendo em falhas funcionais, administrativas e disciplinares agora investigadas por esse Conselho”, afirmam os deputados.

Os deputados afirmam ainda que os atos de Moro representam verdadeira artimanha jurídica e que a exoneração serve apenas para que o magistrado se esquive das investigações.

“Note-se que não há como negar que o juiz Sergio Fernando Moro age com interesses ilegítimos e por paixões políticas. Urge que o Judiciário brasileiro e seus órgãos de controle demonstrem que o Direito e as instituições estão acima disso e dos caprichos, desejos e vontades dele”, conclui a ação.

Fonte: Consultor Jurídico

Polícia prende suspeito de assassinar pai e filho a facadas em Iguape

Policiais civis localizaram e prenderam o jovem suspeito de assassinar a facadas o idoso Horácio Neves Silva, de 73 nos, e seu filho Marcelo de Campos Silva, de 44, nesta sexta-feira (16), em Iguape, litoral sul do Estado de São Paulo. De acordo com a polícia, o ajudante geral Mairon Lima, de 19 anos, confessou o crime e alegou que as vítimas o tinham acusado de roubo. O suspeito foi visto fugindo do local, levando a bicicleta da companheira de Horácio. Conforme o delegado Carlos Ceroni, responsável pela investigação, Lima responderá por duplo latrocínio – homicídios praticados para roubar.

O rapaz foi preso à noite, próximo da região central da cidade. Inicialmente ele negou o crime, mas acabou confessando que matara pai e filho a facadas porque eles o tinham acusado de ter roubado dinheiro deles. Conforme a polícia, não houve registro do suposto roubo, mas o suspeito já tinha passagem por esse crime. Os corpos foram encontrados no interior do imóvel pela companheira do idoso. Os dois homens tinham ferimentos profundos no pescoço, peito e costas, além de cortes nos braços, indicando que tentaram se defender do agressor.

Depois de fugir do local dos crimes, Lima foi até sua casa e queimou as roupas e o tênis que ficaram sujos de sangue durante os assassinatos. Ele desmontou e escondeu a bicicleta furtada, que acabou localizada pela polícia. Ao ser abordado pelos policiais, o suspeito tentou esconder ferimentos nas mãos causados pela reação das vítimas. Lima foi levado para a cadeia pública de Iguape.

Fonte: Estadão

Traficante brasileiro mata namorada de 18 anos dentro de cela no Paraguai

Marcelo Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto – um dos líderes da facção carioca Comando Vermelho – é suspeito de assassinar a namorada dentro de uma das celas do Agrupamento Especializado de Assunção, no Paraguai, onde está preso e espera para ser extraditado. Segundo o site ABC Color, o crime teria sido premeditado para evitar a volta do narcotraficante ao Brasil.

Conforme informações preliminares, Lidia Meza Burgos, de 18 anos, foi morta com uma faca de cozinha durante uma visita ao traficante. Ainda segundo o site paraguaio, a jovem recebeu o primeiro golpe na cabeça e depois de inconsciente, vários outros na região do pescoço. Foram pelo menos 16 facadas.

Lidia foi encontrada já ferida depois que um agente da penitenciária ouviu gritos vindos da cela do narcotraficante brasileiro. Ela chegou a ser levada ao Hospital General Barrio Obrero, mas não resistiu aos ferimentos.

A suspeita é de que o assassinato seja uma estratégia para impedir, ou pelo menos atrasar, a extradição do bandido ao Brasil, já que todos os recursos legais para isso foram negados pela justiça. Foi no final de outubro que a juíza Alicia Pedrozo determinou a volta de Piloto, mas isso só poderia acontecer após encerrados as duas ações penais em que ele é réu no Paraguai – uma por homicídio e outra por uso de documento falso.

A audiência sobre a falsificação aconteceu nesta sexta-feira (16). Enquanto a juíza e o promotor tentavam acelerar a extradição, a defesa de Piloto alegava que a investigação sobre o crime não foram feitas corretamente. Agora, com o assassinato, o processo de volta ao Rio de Janeiro não tem data para acontecer.

No final de outubro, o Ministério do Interior paraguaio disse ter impedido um plano para fuga para libertar o traficante. A operação policial terminou com a morte de três supostos integrantes do Comando Vermelho e a explosão controlada de um veículo cheio de explosivos com o qual supostamente pretendiam impactar a prisão na qual o criminoso está recluso.

Já no Brasil, Piloto é condenado em dois casos, um deles a 21 anos de reclusão e a cinco anos e quatro meses no outro.

Fonte: Campo Grande News

Passa de 1.000 o número de desaparecidos em incêndios na Califórnia

O número de pessoas desaparecidas durante os devastadores incêndios na Califórnia – norte e sul do estado – passou de 1.000, informaram autoridades. O número de mortos foi a 74, somando os dois casos após uma semana e depois da localização de mais oito corpos.

O xerife do condado de Butte, Kory Honea, disse na sexta-feira (16) que o número de desaparecidos saltou de 631 a 1.011 em todo o estado.

O número de mortos no “Camp Fire” foi a 71. Outros três mortos foram registrados no “Woolsey Fire”, no sul do estado, perto de Los Angeles.

Honea disse ainda que o número de desaparecidos não é definitivo. “A lista é dinâmica e flutua a cada dia por causa da situação caótica, e que isto não significa que todos estão mortos”. Ele afirmou também que há indivíduos na lista que podem estar a salvo, mas sem contato com amigos ou familiares.

De acordo com os últimos dados oficiais, Camp Fire destruiu mais de 12.000 imóveis, a maioria em Paradise, cidade completamente engolida pelas chamas. 57.500 hectares foram queimados.

Bombeiros controlaram 50% do fogo, mas as autoridades alertaram que as condições climáticas podem agravar os incêndios no final de semana, pois a previsão é de tempo muito seco e de fortes ventos, o que pode aumentar os focos de fogo.

40 mil pessoas seguem longe de suas casas, em acampamentos e abrigos.

Fonte: G1