Vida FM Salgueiro FM

Mais visto

Top 10: Notícias mais acessadas de 05/03/2018 a 09/03/2018

1 – Jovem de 22 anos morre de infarto em escola no distrito de Umãs

2 – Estudante é esfaqueado durante briga dentro da Escola Carlos Pena Filho

3 – Bandidos entram em clínica e atiram em médico na cidade de Serra Talhada

4 – Corpo de menina supostamente morta espancada pelos pais é velado

5 – Banco do Brasil abre concurso para 60 vagas de nível médio

6 – Acusado por assalto no Ceará é preso pela Polícia Militar em Salgueiro

7 – CDL de Juazeiro do Norte-CE promove Liquida Cariri e espera movimentar R$ 16 milhões

8 – Posto de Atendimento do Bradesco é explodido por bandidos em Verdejante

9 – Transporte escolar é suspenso em algumas localidades da zona rural de Salgueiro por causa das chuvas

10 – Mãe e filho de 16 anos morrem em acidente de moto em Sertânia

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 52 milhões na quarta-feira

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.021 da Mega-Sena. De acordo com as Loterias Caixa, os números sorteados neste sábado (10) foram: 07 – 14 – 32 – 37 – 40 – 60. Desta forma, a expectativa é de que o prêmio chegue a R$ 52 milhões já no próximo sorteio, que será realizado na quarta-feira (14).

No sorteio de ontem à noite, 101 apostas fizeram cinco pontos e levam o valor de R$ 35.079,74 cada. Quase sete mil apostas fizeram a quadra e recebem R$ 724,93.

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003.

Fonte: Estado de Minas

Marco Aurélio prorroga prazo de inquérito que investiga Fernando Bezerra

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), prorrogou por mais 60 dias o prazo para conclusão do inquérito que investiga os senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). Essa é a segunda vez que o ministro autoriza a prorrogação. Na primeira, em 24 de agosto de 2017, o prazo foi estendido por 30 dias.

Os dois são investigados por terem supostamente praticado crimes de corrupção e lavagem de dinheiro na construção da obra Canal do Sertão, trecho da Transposição do Rio São Francisco, realizada em Alagoas.

A decisão de Marco Aurélio, relator do caso, foi tomada após solicitação da Polícia Federal, acolhida pela Procuradoria-Geral da República (PGR). “Cumpre dar sequência às investigações, dirigidas à elucidação dos fatos. Defiro a dilação (prorrogação) do prazo por 60 dias, tal como postulado pela autoridade policial e chancelado pela Procuradoria-Geral da República”, afirmou o ministro.

Em parecer enviado à PGR em janeiro deste ano, o delegado Antonio José Silva Carvalho, responsável pelo caso, afirmou restarem diligências pendentes, o que justificaria a necessidade de prorrogação de prazo para concluir a investigação. O delegado indicou como indispensáveis as oitivas de Inácio Loyola (deputado estadual e suposto beneficiário de doação do MDB de Alagoas), Carlos Fadigas (ex-presidente da Braskem), Marcelo Cerqueira (vice-presidente da unidade de petroquímicos básicos da Braskem), Isaias Ubiraci e Fernando Migliaccio (ex-executivo da Odebrecht), com o intuito de “identificar os operadores do senador Renan Calheiros e Fernando Bezerra Coelho.

“Além disso, afirmou ser necessária a análise, e eventual perícia, em dados dos sistemas utilizados pelo Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht – conhecido como o “Setor de Propinas” da empresa – “my web day” e “drousys”. Nesta semana, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, acolheu a solicitação do delegado.

Fonte: Jornal do Brasil

Atendente de telemarketing é encontrada morta no Ibirapuera

Um corpo de mulher foi encontrado na tarde de sexta-feira (9) no lago do Parque do Ibirapuera, na Zona Sul de São Paulo. Um frequentador do parque viu o cadáver boiando na água e alertou a segurança.

A polícia encontrou um crachá no parque e identificou a vítima como sendo da atendente de telemarketing Karolyn Adrian Silva Barcanufo Cezar, de 22 anos. A Agência Record entrou em contato com a família e confirmou a identificação do corpo.

Desaparecida

A tia da vítima Jaqueline afirmou que Karolyn estava desaparecida desde a última segunda-feira (5) e que ela e a mãe tinham discutido no domingo.

Karolyn saiu na segunda para trabalhar e chegou a entrar na empresa, mas saiu logo depois, alegando que estava com dor de cabeça. Desde então, ela não fora mais vista.

A mãe da vítima, Creuza Aparecida da Silva, fez um boletim de ocorrência no mesmo dia, no 100º Distrito Policial de São Paulo, no Jardim Herculano, na Zona Sul.

Investigação

A Polícia Civil está investigando o caso, e ainda não divulgou a causa da morte. A necrópsia e um exame toxicológico ainda serão realizados.

A família ainda não decidiu o local do enterro. O corpo está no IML Central da Capital.

O caso foi registrado como morte suspeita e encontro de cadáver, no 36ºDP – Vila Mariana.

Fonte: R7

Justiça marca datas de leilão público de triplex atribuído a Lula para maio

A Justiça Federal marcou as datas da venda em leilão público do triplex em Guarujá, no litoral paulista, atribuído pelo Ministério Público Federal (MPF) ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A primeira data para venda será o dia 15 de maio, às 14h, e a segunda está marcada para 22 de maio, no mesmo horário. O apartamento foi avaliado pela Justiça em R$ 2,2 milhões, em fevereiro deste ano.

Na determinação do leilão, o juiz Sergio Moro tinha ordenado que os valores da venda devem ser “destinados, após o trânsito em julgado, à vitima no caso de confirmação do confisco ou devolvidos à OAS Empreendimentos ou ao ex-presidente no caso de não ser confirmado o confisco.”

O advogado de defesa do ex-presidente, Cristiano Zanin Martins, afirmou, em nota, que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) reconheceu no julgamento do recurso de apelação “que o apartamento é e sempre foi de propriedade da OAS Empreendimentos”.

Segundo ele, Lula jamais teve a posse e muito menos a propriedade do imóvel. “A prova final é que o mesmo juiz Sérgio Moro reconhece que os recursos do leilão podem ir para a OAS”, apontou.

Fonte: G1

Polícia apura se há relação de ataques em Fortaleza com briga de torcidas

A Polícia Civil do Ceará investiga se os ataques próximo à sede da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF), na noite de sexta-feira, 9, aconteceram em retaliação a uma briga entre organizadas no último Clássico-Rei, como é chamado o jogo entre Ceará e Fortaleza, realizado no domingo, 4. Na ocasião, dois torcedores do Ceará foram agredidos e tiveram de ser internados no Instituto Doutor José Frota (IJF), principal hospital público de emergência de Fortaleza.

Ao todo, sete pessoas foram mortas a tiros e ao menos outras duas foram baleadas na chacina, que aconteceu em três locais diferentes do bairro Benfica, no centro de Fortaleza. Para a polícia, no entanto, os crimes podem não estar relacionados entre si, apesar de terem acontecido na mesma área e com pouco tempo de diferença entre eles.

“Há, aparentemente, motivações diferentes e modus operandi diferente”, disse o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, André Costa. Segundo ele, investigações apontam que o ataque na Praça Gentilândia, onde três pessoas morreram, tinha vítimas “direcionadas” e teria sido motivado por disputa de tráfico de drogas. Já na Vila Demétrio, próximo à sede da TUF, e na Rua Joaquim Magalhães, foram “disparos mais aleatórios, sem vítimas precisamente definidas”.

“No último domingo, no Clássico-Rei, houve uma briga envolvendo membros dessa torcida (TUF), na qual dois membros de uma torcida rival acabaram gravemente feridos”, afirmou Costa. “Há uma suspeita que haja uma interligação entre os fatos.”

Segundo as investigações, ao menos três pessoas em dois carros participaram do ataque na Vila Demétrio. Lá, Carlos Victor Meneses Barros, de 23 anos, e Adenilton da Silva Ferreira, de 24, que eram membros da TUF, foram alvejados e mortos. Emilson Bandeira de Melo Júnior, de 27 anos, também foi baleado e não resistiu aos ferimentos. Nenhum deles tinha antecedentes, segundo a Polícia Civil.

Durante a fuga, os criminosos passaram pela a Rua Joaquim Magalhães e voltaram a atirar contra duas pessoas que usavam uniforme da torcida organizada. Pedro Braga Barroso Neto, de 22 anos, foi atingido no momento em que ia com outro rapaz comprar vinho em um estabelecimento comercial. Ele tinha duas passagens por roubo e uma por associação criminosa. Outras duas vítimas seguem internadas.

Fonte: Agência Estado