Vida FM Salgueiro FM

Top 10: Notícias mais acessadas de 05/02/2018 a 09/02/2018

1 – Banda Saia Rodada desiste de se apresentar no Carnaval de Salgueiro e é substituída por Luan Estilizado

2 – Banda Voa Voa e outras atrações são incluídas na programação do Carnaval de Salgueiro

3 – Locutor de carro de som diz que pessoas com casa própria ganharam residências no Santo Antônio

4 – Banca para concurso público da Adagro é selecionada

5 – Menina de 7 anos morre ao participar do “desafio do desodorante”

6 – Livello Odontologia Personalizada é inaugurada em Salgueiro pelo cirurgião dentista Ewerton Bem

7 – Polícia Militar resgata caminhoneiro feito refém em Salgueiro por bandidos

8 – Duas vagas de emprego estão disponíveis na Agência do Trabalho de Salgueiro nesta quarta-feira

9 – Homem engravida a filha de 19 anos e eles querem se casar

10 – Bebê morre em acidente em Brejo Santo-CE faltando um dia para completar dois meses de vida

Turista do Ceará é estuprada após homem invadir imóvel na Barra

Uma turista do estado do Ceará, que curtia o Carnaval de Salvador, foi estuprada na manhã de sexta-feira, 9, dentro de um imóvel situado na avenida Antônio Carlos, na Barra, onde está localizado o circuito Dodô. O suspeito, identificado como Adriano Silva Conceição dos Santos, foi preso em flagrante.

A vítima, que não teve o nome revelado, e uma amiga foram surpreendidas pelo homem. Ele invadiu a casa e cometeu o crime contra uma delas. O suspeito chegou a ameaçar as duas mulheres, exigindo dinheiro.

Segundo a polícia, por volta das 11h, a turista foi até a delegacia e registrou a ocorrência. Horas depois, por volta das 15h,  Adriano Silva foi localizado e detido em outra residência, próximo ao local onde cometeu o crime. Ele foi encaminhado para a delegacia e foi reconhecido pela vítima.

A mulher foi conduzida para realizar exames médicos no Departamento de Polícia Técnica (DPT). Já Adriano Silva, que responde a outros dois processos por crimes de furto e roubo, registrado na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), de Itabuna (distante a 433 km de Salvador), no sul da Bahia, foi encaminhado para audiência de custódia. 

Fonte: A Tarde

“Em paz com minha consciência”, diz juiz no MA que abriu mão de auxílio-moradia

O juiz Carlos Roberto Gomes de Oliveira Paula, auxiliar no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), é um dos pouquíssimos magistrados que abriram mão de receber auxílio-moradia de R$ 4,3 mil e outros penduricalhos oferecidos a magistrados em todo o País. 

Ele diz que a decisão trouxe sensação de “bem-estar e leveza com a própria consciência”. “Isso [auxilio-moradia] fragiliza e diminui a credibilidade do poder Judiciário. Precisamos estabelecer regras mais claras em relação a isso. A Constituição Federal não permite e não autoriza que o juiz receba esse auxilio. A única coisa que ela diz é que se deve receber subsídio em parcela única, à exceção de verbas indenizatórias pagas, por exemplo, no caso de gastos de viagem que precisem ser ressarcidos”, afirmou em reportagem do UOL.

Além de abrir mão dos auxílios de novembro em diante, o magistrado ainda concedeu formalmente ao TJ-MA, em janeiro passado, a devolução dos valores recebidos nos últimos quatro anos. Estabeleceu um percentual mínimo de 4% sobre o salário bruto mensal –o que dá em torno de R$ 1,1 mil – até que possa aumentar o desconto e quitar a devolução mais rapidamente. A devolução ainda não começou, já que a Presidência determinou que o valor total seja calculado.

“Devolver esse dinheiro e abrir mão dos auxílios que eu recebia me deixou bem e completamente em paz com a minha consciência. Sempre me incomodei e sempre me senti constrangido em receber esse dinheiro, mas não tive coragem de abrir mão antes”, relatou.

O juiz admitiu que recebeu críticas ao abrir mão da verba, pois seu ato poderia colocar pressão sobre outros magistrados, mas preferiu não entrar em detalhes. Também não quis falar sobre casos específicos, como os de Moro e Bretas –”são juízes de grande competência”, limitou-se a classificar –, tampouco sobre as associações de magistrados que, nos últimos dias, criticaram a exposição de casos como os dos dois juízes da Lava Jato à opinião pública.

Uma dessas associações, a Ajufe (Associação dos Juízes Federais), é presidida por um magistrado maranhense, Roberto Veloso, que foi professor de Oliveira Paula.

A reportagem questionou se ele espera ser um exemplo a outros colegas. “Passei meses sem dar uma entrevista depois que anunciei essa renúncia, em novembro, mas entendo que falar sobre isso é necessário para o debate. Ainda mais porque vejo que o Judiciário, que é valoroso, está receoso ou refletindo sobre como se colocar a respeito disso. Vários colegas estão, sim, preocupados com isso”, disse. “E debater isso é importante para que não apenas saiamos mais fortes, como mais antenados com a realidade brasileira”, opinou.

Fonte: Brasil 247

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 71 milhões na quarta-feira

O concurso 2013 da Mega-Sena, realizado neste sábado (10), em Santana (AP), não teve nenhum acertador e acumulou. As dezenas sorteadas foram 06, 23, 30, 36, 53 e 56 . As informações são do site da Caixa Econômica Federal.

A quina, com cinco números acertados, teve 159 apostas ganhadoras e vai pagar R$ 25.057,74 a cada uma delas.

Já a quadra, com quatro números acertados, registrou 8.465 ganhadores, com R$ 672,37 para cada um.

Para o próximo concurso, a ser realizado na quarta-feira (14), a estimativa de prêmio é de R$ 71 milhões.

Fonte: Terra

Petrobras lança edital com 666 vagas em todo o País

A Petrobras (Petróleo Brasileiro S.A) divulgou em Diário Oficial da União seu novo edital de concurso público com um total de 111 vagas de nível médio e superior para contratação imediata e além de mais 555 postos para cadastro reserva. A organizadora é a Fundação Cesgranrio.

As chances estão distribuídas entre os Estados de São Paulo, Minas Gerais, Sergipe, Amazonas, Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia e Rio de Janeiro, além do polo Nacional.

Quem possui ensino médio pode concorrer aos cargos técnico de administração e controle, técnico de comercialização e logística, técnico de exploração de petróleo (especialidade Geologia), técnico de inspeção de equipamentos e instalações, técnico de logística de transporte (especialidades controle e operação), técnico de manutenção (instrumentação), técnico de segurança, técnico de suprimento de bens e serviços (administração e mecânica) e técnico químico de petróleo. Os salários chegam a R$ 4.513,13.

Já para os candidatos com ensino superior completo, as vagas são nas carreiras de enfermeiro do trabalho, engenheiro de equipamentos (especialidades elétrica, eletrônica, inspeção e mecânica), engenheiro de meio ambiente, engenheiro de petróleo, engenheiro de processamento, engenheiro de segurança, engenheiro naval, geofísico (Física e Geologia), geólogo e médico do trabalho. O salário básico é de R$ 6.350,99, com garantia de remuneração mínima de R$ 10.726,45.

Inscrições e seleção

As inscrições já estão abertas e devem ser efetuadas até 23h59 do dia 5 de março, observado o horário oficial de Brasília/DF, por meio do formulário disponível no site da Cesgranrio (www.cesgranrio.org.br).

É necessário também imprimir o boleto bancário e efetuar o pagamento do valor de inscrição, em qualquer banco. A taxa custa R$ 67 para nível superior e R$ 47 para nível médio.

A seleção será válida por um ano, prazo que pode ser prorrogado pelo mesmo período. As contratações são no regime da Consolidação das Leis do Trabalho.

Fonte: Diário do Nordeste

Procuradores rebatem Segovia sobre inquérito contra Temer

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) publicou uma nota neste sábado (10) contrariando as afirmações do diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia. Em entrevista à Reuters nessa sexta-feira, 9, Segovia disse que a tendência da PF é recomendar o arquivamento do inquérito contra o presidente Michel Temer no caso do Decreto dos Portos. As declarações causaram reações negativas como o pedido de intimação feito pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Roberto Barroso, e nota de entidades de delegados de SP, para os quais a sugestão de que a postura do delegado Cleyber Malta Lopes poderia ser investigado é ‘inaceitável’.

“Não cabe a um diretor-geral dar resultados sobre uma investigação antes dos policiais responsáveis. E muito menos quando a investigação está submetida à Procuradoria-Geral da República (PGR) e ao Supremo Tribunal Federal (STF) e envolve seu superior, o presidente da República”, diz a nota. Em outras palavras, a ANPR indicou que apenas Raquel Dodge poderia afirmar o que Segovia disse na entrevista. Para os procuradores, as declarações desrespeitaram a própria Polícia Federal, que é um órgão de Estado, e não de governo: “O trabalho policial tem de ser e deve permanecer técnico e independente”.

A ANPR lembrou que a investigação do Decreto dos Portos é supervisionada pelo Ministério Público, “como são todas, que é o destinatário da prova a avaliará o momento e decidirá na apresentação ao Poder Judiciário pelo arquivamento ou denúncia”.

Fonte: Agência Estado