Vida FM Salgueiro FM

Ministro Mendonça Filho é recebido com protesto em Ouricuri

Depois de receber o Título de Cidadão Salgueiro na noite de sexta-feira (03), o ministro da Educação, Mendonça Filho, foi cumprir uma agenda no município de Ouricuri na manhã de sábado (04).

O democrata foi recebido na ‘Terra dos Voluntários da Pátria” com um protesto de integrantes do Sindicato de Servidores Públicos Municipais (Sindsep) e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), que seguravam cartazes com palavras de ordem como “Fora Temer” e “Golpistas”.

Mendonça estava acompanhado de uma grande comitiva, incluindo o senador Fernando Bezerra, o ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, e os prefeitos de Petrolina, Miguel Coelho, de Salgueiro, Clebel Cordeiro, de Bodocó, Túlio Alves, e de Ouricuri, Ricardo Ramos.

Em Ouricuri, Mendonça assinou ordens de serviço para reforma do Campus do IF Sertão-PE e construção de uma quadra coberta no instituto. Durante os discursos houve manifestação das pessoas que estavam no local protestando. O grupo permaneceu no auditório durante todo o evento, manifestando-se pacificamente.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

Canadá se prepara para legalizar uso recreativo da maconha em 2018

O Canadá se prepara para tornar realidade uma das mais controversas promessas de campanha do primeiro-ministro Justin Trudeau, e legalizar em julho de 2018 o consumo recreativo de maconha, o que tornaria o Canadá o maior país industrializado onde a maconha é totalmente legal.

O projeto de lei segue no Parlamento canadense, com o objeito de que em julho a legislação tenha sido aprovada e esteja sendo implementada.

A Câmara canadense está estudando a proposta do governo de Trudeau e é esperado que os deputados aprovem o projeto de lei C-45, como é conhecido, sem maiores problemas, já que o Partido Liberal do primeiro-ministro tem a maioria do deputados.

Porém, os planos de Trudeau podem encontrar problemas quando o projeto chegar ao Senado, no fim de 2017. Vários senadores já expressaram suas dúvidas de que o Senado sinta a mesma obrigação que a maioria dos deputados para aprovar em julho, como quer Trudeau.

O senador independente André Pratte declarou na semana passada que a data de julho de 2018 é um “limite político” que os senadores estão se obrigando a cumprir. Um possível bloqueio ou um possível atraso do projeto lei C-45 pode ser fruto de outra promessa feita por Trudeau em sua campanha: que os senadores liberais seriam independentes de seu partido.

Desde que Trudeau chegou ao poder no final de 2015, os senadores estavam submetidos aos partidos, Liberal ou Conservador. Mas Trudeau liberou os senadores do Partido Liberal em prol de uma democratização do Senado.

No Canadá, os senadores não são eleitos por voto popular. Eles são designados pelo primeiro-ministro no poder.

Sendo assim, com sua recém-adquirida liberdade de ação e voto, os senadores podem bloquear a aprovação de uma proposta controversa de lei sem que Trudeau, seu governo ou o Partido Liberal possam fazer muito para impedir.

Por enquanto, senadores como Pratter não indicaram que bloqueariam o projeto de lei elaborado na Câmara, apenas que levarão o tempo que seja necessários para fazer emendas que considerem imprescindíveis.

“O que devemos levar em consideração é que devemos fazer nosso trabalho de maneira séria, e isso que vamos fazer”, explicou Pratte.

Fonte: G1

PCdoB não fecha com LULA e lança Manuela D’Ávila à presidência em 2018

O PCdoB, que apoiou o PT em praticamente todas as eleições presidenciais desde a redemocratização, decidiu lançar candidatura própria à presidência da República, em 2018.
 
O nome escolhido é o da deputada estadual Manuela D’Ávila, a mais votada do Rio Grande do Sul. “Trata-se de uma pré-candidatura que tem como algumas de suas linhas programáticas mais gerais a retomada do crescimento econômico e da industrialização; a defesa e ampliação dos direitos do povo, tão atacados pelo atual governo; a reforma do Estado, de forma a torna-lo mais democrático e capaz de induzir o desenvolvimento com distribuição de renda e valorização do trabalho”, aponta a nota do PCdoB.

Abaixo, a nota de hoje do PCdoB:

1. O Partido Comunista do Brasil decidiu na data de hoje lançar a pré-candidatura de Manuela D’Avila à presidência da República. 

2. Trata-se de uma pré-candidatura que tem como algumas de suas linhas programáticas mais gerais a retomada do crescimento econômico e da industrialização; a defesa e ampliação dos direitos do povo, tão atacados pelo atual governo; a reforma do Estado, de forma a torna-lo mais democrático e capaz de induzir o desenvolvimento com distribuição de renda e valorização do trabalho. 

3. Manuela d’Ávila é jornalista, tem 36 anos e é deputada estadual desde 2014, a mais votada naquele pleito. Cumpriu dois mandatos como deputada federal, tendo tido, nas duas ocasiões, a mais votada do Rio do Grande do Sul. Em 2010, teve mais de 400 mil votos, o que representou 8,06% dos sufrágios. Foi líder do PCdoB na Câmara dos Deputados, indicada três vezes pelo DIAP como uma das 100 “Cabeças” do Congresso e cinco vezes ao Prêmio Congresso em Foco, que premia os melhores parlamentares do Brasil. Na Câmara Federal, Manuela foi autora da Lei do Estágio e relatora do Vale-Cultura e do Estatuto da Juventude, presidiu a Comissão de Direitos Humanos e foi coordenadora da bancada gaúcha. 

4. Será convocada, na quarta-feira, uma entrevista coletiva com a deputada Manuela D’avila e a presidenta do PCdoB, Luciana Santos na qual mais detalhes serão oferecidos à imprensa.

Fonte: Brasil 247

Ministro Luiz Fux defende usar provas obtidas a partir da delação da JBS

Mesmo que o Supremo Tribunal Federal reveja a delação da JBS se futuramente entender que o acordo tem vícios, as provas obtidas a partir da colaboração não estão contaminadas e devem ser preservadas, disse o ministro Luiz Fux, em entrevista publicada na edição deste domingo do jornal Folha de S. Paulo. “Às vezes, você afasta completamente a delação, mas o que ela continha se comprova por outros elementos probatórios. Aí a delação é de somenos importância”, afirmou.

Falando especificamente da suposta atuação do ex-procurador Marcelo Miller no episódio, que teria orientado os executivos da empresa a fecharem a delação com o Ministério Público Federal, Fux afirma que as provas devem ser preservadas mesmo se comprovada a participação de Miller. “É a teoria da árvore envenenada. Mas eu particularmente entendo que você não consegue comprovar [crimes] senão através de indícios surgidos dessa prova originária. Então teria que preservá-la”.

Ainda na entrevista, concedida à jornalista Monica Bérgamo, o ministro diz ser contra mudanças nas regras da delação para impedir o réu preso de colaborar com a Justiça. Para ele, o delator preso não é diferente do delator solto, apesar de reconhecer que a pessoa que já está na prisão tenha mais estímulo para delatar. De acordo com Fux, caso o Supremo venha a ser chamado para se manifestar sobre o assunto, a regra será rechaçada.

O ministro afirma também que o vazamento do conteúdo das delações antes do levantamento do sigilo “denigre” a imagem e a honra do acusado. E que ultimamente ele não tem observado esses vazamentos, mas que “num período antecedente” se incomodou com a prática. “O processo estava sigiloso no gabinete do ministro e de repente a delação vazava”, afirmou.

Fonte:  Consultor Jurídico

Primeiro dia de provas do Enem tem 30% de abstenção

Dos 6,73 milhões de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano, 30,2% não compareceram ao primeiro dia de provas. Esse é o maior índice de abstenção desde 2009, quando foram registradas 37,7% de ausência.

No total, 273 pessoas foram eliminadas no primeiro dia, sendo que 264 foram por descumprimento das regras gerais do edital e nove por terem algum equipamento identificado pelos detectores de metal. Em 2016, o exame teve 3.942 eliminações ao final do primeiro dia e 4.780 no segundo.

Não foi identificado nenhum caso de candidato usando ponto eletrônico, apenas uma pessoa que usava um fone de ouvido, que foi desclassificada. “A própria divulgação de que estamos utilizando equipamentos que identificam o uso de transmissores deve ter inibido os malfeitores que tentam ir no caminho dessa fraude”, disse o ministro da Educação, Mendonça Filho, em entrevista na noite de ontem. Neste ano, pela primeira vez foram utilizados detectores de ponto eletrônico.

O Inep também identificou dois casos de pessoas que saíram do local da prova antes do horário e também foram eliminadas. Um candidato foi identificado com um cigarro de maconha no bolso, mas ele pôde concluir a prova.

Duas turmas não conseguiram concluir a prova por falta de energia, uma em Teresina (PI) e outra em Uruaçu (GO). Esses alunos terão que refazer a prova em dezembro e, segundo o Inep, não serão prejudicados.

De acordo com o instituto, o participante isento de pagamento da taxa de inscrição do Enem 2017 que não compareceu às provas e deixar de justificar essa ausência do sistema de inscrição do Enem 2018, por meio de documento legal, perderá o direito a nova isenção.

Fonte: Agência Brasil

Ataque em igreja no Texas termina em mais de 20 mortos e vários feridos

Cerca de 25 pessoas morreram, e várias ficaram feridas em um ataque a tiros na Primeira Igreja Batista, em Sutherland Springs, uma pequena comunidade da cidade texana de San Antonio, nesse domingo (5) – noticiou a imprensa americana.

O comissário do condado de Wilson, Joe Tackitt, disse à rede NBC que “cerca de 25 pessoas” morreram, e outras dez ficaram feridas.

Já Albert Gamez Jr., uma outra autoridade desse condado onde fica a igreja, disse à AFP ter sido informado de um balanço de “27 mortos e mais de 20 feridos”, mas ressaltou que espera uma confirmação formal desses números.

“O agressor morreu”, declarou à AFP um porta-voz do comissário do condado vizinho de Guadalupe, acrescentando que não houve confronto entre ele e a Polícia.

“Estava em seu veículo”, contou.

Citando um policial, a ABC News disse que há 20 mortos e 30 feridos. Outros veículos já falam em pelo menos 27 mortos, também segundo fontes da Polícia.

Fonte: AFP